Santos terá 2 desfalques no Mineirão

O Santos não venceu o Cruzeiro nos últimos três confrontos entre as equipes, e por conta disso, os jogadores querem um resultado diferente no jogo deste domingo, no Mineirão. "É uma grande equipe, será uma partida difícil, porém temos time para vencer", disse o lateral-esquerdo Léo. Para ele, é preciso equilíbrio. "Não podemos entrar no desespero de ter de vencer de qualquer maneira porque o futebol não é assim e só se vence os jogos com equilíbrio e qualidade, virtudes que não faltam ao Santos". Para essa partida, o Santos terá dois desfalques. O zagueiro André Luís e o volante Fabinho cumprirão suspensão automática pelo terceiro cartão amarelo e Luxemburgo ainda não definiu os substitutos. Na zaga, a posição deverá ser de Domingos, que luta pela condição de titular. Já no meio, o treinador poderá manter Zé Elias, que estreou contra o Paraná na quarta-feira e foi observado pelo técnico. Mas há a possibilidade de Bóvio ou Lello ser escalado. O time treina esta manhã no CT Rei Pelé e em seguida viaja para Belo Horizonte. Fora esses dois desfalques, Luxemburgo poderá contar com todos os titulares que foram poupados no jogo contra o Paraná Clube. Eles aproveitaram a semana para treinar bastante para, como definiu Léo, "ter combustível para esse jogo". Mas o lateral-esquerdo contesta que tenha sido uma semana de folga. "Treinamos forte todos os dias, com trabalhos técnicos e físicos e esperamos aproveitar bem. Pois contamos com esses três pontos para continuarmos na liderança do campeonato". DEIVID - O Cruzeiro foi o último time de Deivid antes de se transferir para o francês Bordeaux e ainda tem vários amigos no time mineiro. Isso, entretanto, não deve influir no jogo de amanhã. Pelo contrário, ele espera manter a tradição de jogar bem no Mineirão e sempre fazer gols. "É um estádio que me deu muitas alegrias, sempre faço meus gols e espero que desta vez não seja diferente". O centroavante conta com uma vitória e o fato de o Santos não vencer o Cruzeiro nas três últimas partidas não tem qualquer significado para Deivid. "Joguei contra o Santos no jogo que o Cruzeiro ganhou de 2 a 0, mas espero que desta vez eu vença de novo, só que vestindo a camisa do Santos". Uma vitória neste domingo manterá o Santos na liderança e esse é o principal objetivos dos jogadores e Deivid reconhece que o time tem tropeçado em jogos fora de casa. "Sabemos que temos de fazer bem nossa lição de casa, buscar bons resultados fora e não perder pontos bobos. Essa é a condição para conquistar o título e estamos empenhados nesse objetivo, pois é um jogo de seis pontos", comentou, destacando que o adversário é sempre perigoso quando joga no Mineirão". O que não pode mais ocorrer, na opinião de Deivid, é o cochilo que às vezes acontece. "Tem jogo que dá aquele branco, tomamos um gol e aí temos de reagir. Basta uma bobeirinha e os três pontos podem ir embora". E ele acha que esse problema não ocorrerá mais. "Tivemos uma semana para trabalhar e vamos tirar proveito, pois a equipe está bem concentrada nessa partida".

Agencia Estado,

27 Agosto 2004 | 18h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.