Santos terá reservas na Sul-Americana

Mais uma vez o técnico Vanderlei Luxemburgo não definiu a equipe para um jogo da Sul-Americana e só irá anunciar a escalação momentos antes de começar o clássico entre Santos e São Paulo, marcado para as 16 horas deste domingo, na Vila Belmiro. Desta vez, porém, ele pode colocar em campo poucos titulares, preocupado que está com o futuro de sua equipe no Brasileiro. "Vou fazer aquilo que tem de ser feito para o Santos e acabou", disse ele.Mas o treino já foi diferente. Os titulares correram um pouco e foram logo dispensados, permanecendo no CT Rei Pelé os reservas. Luxemburgo falou de sua preocupação com Robinho, Ricardinho, Elano e Deivid, "que estão a ponto de se contundirem", dando uma indicação de que eles serão poupados no clássico de domingo. E citou a estatística de que, em 93 dias, seu time jogou 29 partidas para justificar o desgaste do grupo.O peso maior desse jogo fica por conta da rivalidade entre os dois times e do desejo de vitória da torcida. Luxemburgo, porém, não se mostrava muito preocupado com isso. "Vamos jogar sempre para ganhar, mas uma vitória ou derrota nesse clássico não pode interferir no desempenho do time no Brasileiro".Repetiu que nada tem contra a Sul-Americana. "Não comprei evento, não sou contra o evento. Sou Santos e para nosso time ter expectativa, poder se direcionar no Brasileiro, tem que jogar a Sul-Americana para ganhar, mas sabendo que, para ter chance, tem de se preservar no campeonato nacional". E se apressou a concluir que "isso não quer dizer que, perdendo a Sul-Americana, vamos ter condições de perder ou ganhar o Brasileiro, mas as chances são muito maiores quando você está direcionado só para uma competição, vivendo-a intensamente".Na verdade, Luxemburgo quer colocar seu time nas mesmas condições vividas pelo Atlético-PR que, disputando apenas o Brasileiro, tem muito mais tempo para se recuperar dos jogos e a treinar. Não houvesse o jogo de domingo, o Santos já estaria em Atibaia numa intertemporada, que foi abortada. "Jogando domingo, folgando na segunda, não teria sentido levar os jogadores para fora de terça a sexta-feira", comentou.Se nada tem contra a Sul-Americana, Luxemburgo mostra que tem muita coisa contra. Citou o caso de times que tiveram problemas no Brasileiro por conta da participação na copa latina. "O Flamengo está na zona de rebaixamento, o Cruzeiro está numa situação ruim, Goiás jogou dois jogos contra o Cruzeiro num campo molhado e está com problemas", disse ele, citando também Santos e São Paulo como times com queda de rendimento. "A única exceção é o São Caetano, que encostou porque tem um elenco muito forte".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.