Santos terá três novidades na quinta

O Santos terá várias novidades para o jogo de quinta-feira contra o Guarani, já que o técnico Oswaldo de Oliveira vai iniciar o rodízio de jogadores, visando uma boa campanha no Campeonato Paulista e na Copa Libertadores. Ele confirmou a estréia do lateral-direito Paulo César, a do goleiro Henao e do meia Rossini. Oswaldo entende que o revezamento já vem ocorrendo, mas por motivos de contusões. Tanto que o time foi diferente nas cinco partidas disputadas até aqui. Um exemplo: o goleiro Mauro, que fez fisioterapia para se recuperar de uma contusão no tornozelo esquerdo, não enfrenta o Guarani. Mas, ele volta no clássico de domingo, contra o Corinthians. Henao, por outro lado, será o titular contra o Bolívar, quarta-feira que vem em La Paz, na competição continental. As outras mudanças são: na defesa, além da volta de Paulo César ao time, Oswaldo de Oliveira vai manter Alisson formando a dupla de zaga com Domingos. Ávalos está se recuperando de contusão e será poupado para ganhar mais tempo para seu tratamento, enquanto Leonardo, que foi titular no ano passado e retornou nesta terça da Seleção Sub-20, vai para o banco. No meio, a surpresa é a escalação do novato Rossini, promovido recentemente do time de juniores. Fábio Baiano, assim como Ávalos, vai ganhar mais tempo para se recuperar de lesão. Já o ataque será formado por Basílio, que substitui Robinho - está suspenso e defendendo a Seleção, que disputa um amistoso em Hong Kong nesta quarta -, e Deivid. Apesar de ter anunciado todas as alterações, Oswaldo de Oliveira preferiu não divulgar a escalação completa do time para o jogo contra o Guarani, podendo ainda fazer alguma surpresa ao adversário. Retorno - Paulo César estava animado com a possibilidade de voltar, já que ainda não atuou este ano. Em janeiro, teve de se reapresentar ao Paris Saint-Germain e passou um mês tenso com as negociações que envolviam o seu futuro. Quando o prazo de inscrição de jogadores se esgotou na Europa, o time francês resolveu liberá-lo para jogar mais um ano na Vila Belmiro. "Espero entrar em campo na quinta-feira para dar continuidade ao meu trabalho", disse Paulo César. Ele admite que falta ainda ritmo de jogo, mas não se preocupa com o entrosamento. Afinal, o time ano passado foi praticamente mantido e o lateral conhece a maioria dos reforços contratados, tendo atuado junto em outras equipes.

Agencia Estado,

08 de fevereiro de 2005 | 20h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.