Santos treina. E quer mais reforços

O Santos iniciou nesta sexta-feira sua corrida contra o tempo: vai ter que colocar rapidamente seus jogadores em boa forma física depois das férias de 25 dias para as duas competições que disputará no primeiro turno, o Campeonato Paulista e a Copa Libertadores. Com praticamente o mesmo grupo de jogadores campeões do Brasileiro e com seis reforços, o time está em Atibaia (SP) em concentração máxima para a estréia no Paulista, dia 20, contra a Portuguesa.Mesmo com as seis contratações realizadas até agora, o técnico Oswaldo de Oliveira quer mais: ele citou as duas laterais, que precisam de jogadores. Espera ainda o retorno de Paulo César, que está na França discutindo com o Paris Saint-Germain pendências contratuais para poder voltar. Ele conta com Flávio, um jogador que conhece e gosta, mas acha que a volta de Paulo César "será muito bem-vinda". Não descarta a possibilidade de escalar Fábio Baiano na posição, pois quando os dois estavam no Flamengo ele jogava ali na lateral, mas quer mais jogadores para os dois lados da defesa, já que na esquerda só conta com Léo.A boa notícia que Oswaldo de Oliveira teve foi a posição de Deivid, que tem proposta do Atlético de Madri. "Só se for para sair no meio do ano, pois agora não me interessa", disse ele, justificando: "estou vestindo a camisa do Santos, time que comecei e quero realizar meu sonho de ganhar o Campeonato Paulista". Ele admitiu o interesse da equipe espanhola. "Já disse ao presidente Marcelo Teixeira que vou ficar até julho e é a minha palavra que dei. Vou permanecer".Com Deivid, Robinho e Basílio, o ataque do Santos está bem, mas Oswaldo de Oliveira lembra que "bons atacantes nunca são demais". Ele vai observar os dois recém-contratados, Evando e Éder Ceccon, "duas promessas", como o treinador definiu, na temporada em Atibaia e advertiu: "temos bons jogadores no setor, mas precisamos estar sempre atentos".O meio-de-campo é o setor que menos preocupa o treinador, que atribuiu a possibilidade da volta de Giovanni a especulações, a algum lobby. Mas admitiu que há uma fita para ele assistir com o atual momento vivido pelo meia. "Se for bom para o Santos, vou querer", disse Oswaldo.Na defesa, além dos laterais, ele quer um zagueiro mais experiente, principalmente para a Copa Libertadores. André Luís deixou o time insatisfeito com o fato de Luxemburgo tê-lo colocado na reserva na final do Brasileiro e está indo para o Benfica. Nesta sexta, o treinador confessou que ele seria titular em seu time. Oswaldo lembra que Antônio Carlos é experiente, mas está voltando de contusão.Dessa forma, o ciclo de contratações do Santos ainda não está encerrado e a maior preocupação de Oswaldo de Oliveira no momento é montar o esquema. Ainda não sabe como fará isso e o Santos estuda a possibilidade de propor ao Bolívar a troca de mando de jogo. É que a primeira partida está marcada para La Paz, a 3.650 metros de altitude, para 16 de fevereiro, três dias após o clássico com o Corinthians. "Estamos analisando essa possibilidade e o desempenho do adversário em casa é muito bom", completou, mostrando a tabela.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.