Alex Silva/AE
Alex Silva/AE

Santos tropeça e perde para o Mogi Mirim pelo Paulistão

Bom começo na competição dá lugar para desconfiança da torcida santista após derrota por 2 a 1

Alan Rafael Villaverde, estadao.com.br

24 de janeiro de 2010 | 21h28

Sob a perspectiva do possível retorno de Robinho, o Santos decepcionou e perdeu para o Mogi Mirim por 2 a 1 na noite deste domingo, fora de casa, em partida válida pela terceira rodada do Campeonato Paulista.

Veja também:

especialQUIZ - Você sabe tudo sobre o Paulistão?

lista RESULTADOS / tabelaCLASSIFICAÇÃO

O resultado ratifica a necessidade da equipe de treinar mais finalizações, que são, até o momento, o ponto fraco. Além disso, a marcação no meio-campo é pouco eficaz. Agora, o Santos continua com quatro pontos, na nona posição da competição estadual.

A vitória coloca o Mogi Mirim também com quatro pontos, na 12.ª colocação, deixando para trás a desconfiança depositada no atual elenco da equipe antes do início do Paulistão. Geovane, autor do gol da virada, foi o destaque ao lado do goleiro Alex Alves.

ATAQUE SEM PONTARIA

O primeiro tempo serviu de treinamento para o inexperiente ataque santista. A equipe alvinegra dominou e criou várias chances, desperdiçadas pelos chutes errados ou a boa presença do goleiro adversário.

Mas, de tanto tentar, o Santos conseguiu abriu o placar aos 30 minutos, com Paulo Henrique, que só teve o trabalho de tocar na bola após o cruzamento rasteiro de Neymar pela esquerda.

 Mogi Mirim 2
Alex Alves; Anderson Conceição, Audálio    , Fábio Sanches (Jorge Preá (Éverton)) e Niel    ; Ricardo Oliveira    , Baraka, Raí e Marcelo    ; Geovane     e Luiz Mário (Nando)
Técnico: Francisco Diá
 Santos 1
Felipe; Pará    , Bruno Rodrigo    , Durval e Léo; Rodrigo Mancha    , Roberto Brum (Germano), Wesley     e Paulo Henrique Ganso; Neymar e André (Madson)
Técnico: Dorival Jr.
Gols: Paulo Henrique, aos 30; Niel, aos 38 minutos do primeiro tempo; e Geovane, aos 35 minutos do segundo tempo

Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira

Renda: não disponível

Público: 2.317 pagantes

Estádio: Papa João Paulo II, Mogi Mirim

O Mogi, que até então nada fazia, contou com a ousadia de seu treinador para buscar o empate. Com a lesão do zagueiro Fábio Sanches, Francisco Diá colocou o atacante Jorge Preá, ex-Palmeiras, avançou a marcação e viu sua equipe empatar aos 38, com o lateral Niel, após belo passe de Geovane.

A melancolia tomou conta da segunda etapa e os poucos mais de dois mil espectadores presentes lamentaram o dinheiro investido no ingresso. Mesmo assim, o Mogi, animado com o empate, buscou o segundo gol, mas logo parou na falta de qualidade no passe. O Santos, por sua vez, melhorou e novamente criou chances esporádicas para marcar o segundo gol, tendo como destaque o  toque de calcanhar de Neymar, que fez a bola bater na trave. 

Aos 35, porém, o jogo ganhou um pouco de emoção com a virada do Mogi. Geovane passou por dois marcadores e, com um chute muito forte, venceu o goleiro Felipe para marcar um golaço.

No desespero, o Santos partiu para o ataque e pouco fez para merecer o empate, tendo de aceitar sua primeira derrota na temporada 2010.

Agora, a equipe santista enfrenta o Barueri na quarta-feira, às 19h30, na Vila Belmiro, enquanto o Mogi Mirim tem pela frente a Portuguesa, no mesmo dia e horário, no Canindé.

NOTAS

O zagueiro Durval estreou com a camisa do Santos +++ Léo, depois de aceitar redução em seu salário para a renovação do contrato, jogou pela primeira vez no ano +++ Roberto Brum foi substituído ainda no primeiro tempo, machucado.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.