Santos FC
Santos FC

Santos usa mecanismo oferecido pela Fifa para lançar token dos 'Meninos da Vila' com 12 atletas

Clube quer aproveitar capacidade de revelar grandes talentos para aliviar a crise financeira à medida que os torcedores poderão investir em um produto ligado a uma cesta composta pelos jogadores formados na base, como Neymar

Ricardo Magatti, O Estado de S.Paulo

22 de outubro de 2021 | 10h00

O Santos seguiu o caminho de outros clubes brasileiros e também entrou para a economia digital. O clube alvinegro lança, na próxima terça-feira, dia 26, um token baseado no mecanismo de solidariedade da Fifa, o "Token da Vila". O time quer aproveitar sua capacidade de revelar grandes talentos para aliviar a crise financeira à medida que os torcedores santistas poderão investir em um produto ligado a uma "cesta" composta por atletas formados na base do clube, como Neymar, Gabigol e Rodrygo.

A iniciativa é do Mercado Bitcoin Digital Assets, unidade de tokenização da maior corretora de criptoativos da América Latina. O token custará R$ 50 cada na sua oferta inicial e é baseado no direito que o Santos tem sobre 12 jogadores que o clube revelou através do mecanismo de solidariedade da Fifa. O mecanismo estabelece que um percentual de até 5% sobre cada transferência do jogador seja retornado aos clubes que o formaram entre os 12 e 23 anos. 

O Token da Vila será remunerado toda vez que acontecer uma transferência onerosa de um dos jogadores da cesta. Serão cerca de 600 mil ativos digitais, que totalizam uma oferta de R$ 30 milhões ao mercado. Você sabe o que é token? Entenda nessa reportagem do Estadão e saiba como os clubes de futebol estão se beneficiando dele.

"Os clubes estão precisando se reinventar quanto às receitas. Não podem ficar sempre dependendo só de receita de direitos de transmissão dos jogos ou vendas de jogadores. Existe esse mecanismo colocado pela Fifa e muita gente resolveu monetizar para atender a uma demanda que existe no mercado, que são os sócios-torcedores. Eles participam desse rendimento e o clube angaria recursos por meio de uma receita diferente das que normalmente tem", diz ao Estadão o presidente do Santos, Andres Rueda.

"Encontramos no mecanismo de solidariedade da Fifa uma oportunidade de trazer para o cesto uma receita que outrora seria incerta para o clube", explica o executivo de marketing do Santos, Rafael Soares. "Essa operação é muito interessante, porque ganha o clube, gerando receita nova, ganha o Mercado de Bitcoin tendo o Santos na sua prateleira de clientes e certamente ganhará o comprador do Token da Vila, porque a expectativa de transacionar esses atletas listados é extremamente alta", acrescenta.

Token é uma moeda virtual atrelada a algum ativo. Apesar de ainda dar os primeiros passos no Brasil, a venda desses artigos já é comum entre equipes tradicionais da Europa, como BarcelonaMilan Paris Saint-Germain. Nesse caso específico do Santos, o clube apostou no token ligado ao mecanismo de solidariedade da Fifa como alternativa de receita.

O Santos entende que o diferencial de seus criptoativos em relação ao dos outros clubes é a cesta com jogadores jovens que têm uma carreira ascendente e potencial de valorização, sobretudo no ano que vem, quando acontece a próxima Copa do Mundo, no Catar. Além do craque Neymar, também são ofertados como ativos digitais Gabigol, atual artilheiro da Copa Libertadores pelo Flamengo, Rodrygo, hoje no Real Madrid, Alex Sandro, na Juventus, e Lucas Veríssimo, atualmente no Benfica. Todos são jogadores convocados regularmente para a seleção brasileira. Emerson Palmieri, naturalizado italiano e que defende a seleção do país europeu, também faz parte desse grupo.

"O Santos sempre manteve essa tradição de revelar craques, como os que estão no token, e isso fortalece muito a proposta do nosso produto"’, explica Ronaldo Faria, diretor do Mercado Bitcoin. "É uma oportunidade rara de apostar em jogadores promissores se utilizando da tecnologia mais moderna para proteger esse investimento", completa.

Nos quatro primeiros meses de oferta primária do Token da Vila, o valor unitário do token se mantém com valor fixo de R$ 50 cada. Depois desse período será aberto o mercado secundário no qual o preço do token varia de acordo com a oferta e demanda da procura. Haverá uma Live institucional no dia 26, às 19 horas, para divulgar o lançamento do token do Santos. Os ex-jogadores Léo e Renato farão parte da transmissão, que poderá ser acompanhada ao vivo no canal do clube no YouTube.

Veja a lista com os jogadores da "cesta":

• Alan Patrick (Shakhtar Donetsk);

• Alex Sandro (Juventus);

• Caio Henrique (Monaco);

• Emerson Palmieri (Lyon);

• Gabriel Barbosa (Flamengo);

• Gustavo Henrique (Flamengo);

• Jean Lucas, (Monaco);

• Kaio Jorge (Juventus);

• Lucas Veríssimo (Benfica);

• Neymar Jr (Paris Saint-Germain,);

• Rodrygo Goes (Real Madrid)

• Yuri Alberto (Internacional).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.