Santos utiliza circo famoso para justificar aumento

O presidente Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro comparou o time do Santos ao "Cirque Du Soleil" para justificar o aumento nos preços dos ingressos para o jogo contra o Corinthians, no próximo domingo, na Vila Belmiro.

SANCHES FILHO, Agencia Estado

23 de fevereiro de 2010 | 20h25

Em entrevista à Rádio Bandeirantes, nesta terça-feira, o dirigente argumentou que o clássico tem tradição de mais de 80 anos e reúne alguns dos jogadores mais caros do país.

"Achamos que quando o espetáculo traz artistas de primeira grandeza é justo que o preço seja diferenciado. É por isso que o Cirque Du Soleil tem ingressos com preços diferentes aos de um circo de periferia" comparou Luiz Álvaro.

Torcedores santistas congestionaram as linhas telefônicas da Vila Belmiro, nesta terça, para reclamar do reajuste. O ingresso mais barato, o de arquibancada, passou de R$ 30 para R$ 80, enquanto as cadeiras de fundo e setor Visa, de R$ 40 e R$ 50, respectivamente, para R$ 160. A entrada para cadeira lateral sofreu aumento de 150%: custava R$ 80 e foi reajustada para R$ 200. E o torcedor que preferir assistir ao jogo no nível do campo poderá reservar uma vaga individual no camarote térreo por R$ 250.

"Temos de arrecadar recursos para manter uma equipe de alto nível. A Vila Belmiro tem lugares limitados. Por isso, majoramos os preços. Mas é bom lembrar que os nossos sócios pagam meia entrada (R$ 40)" acrescentou Luís Álvaro.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantosingressos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.