Santos vai multar jogadores suspensos

Além de suspensos pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva, o goleiro Saulo, o meia Giovanni e o atacante Luizão foram multados pela diretoria santista em parte de seus salários. A porcentagem não foi divulgada pelo clube. O presidente Marcelo Teixeira justificou a punição: ?Às vezes, temos que tomar atitudes para que não haja outros problemas futuros?. Os jogadores foram punidos pelos incidentes ocorridos no jogo contra o Corinthians, há duas semanas, na Vila Belmiro. Saulo discutiu com o corintiano Carlos Alberto e pegou um jogo de suspensão (já cumprido); Luizão deu uma cotovelada no volante Wendel e pegou quatro partidas; Já Giovanni mandou propositadamente uma bola para fora do gramado e pegou um gancho de cinco jogos. Foi depois do ato do meio-campista que torcedores invadiram o campo, causando agressões e muita confusão.Pelos incidentes, a Vila Belmiro acabou interditada e o Santos perdeu o mando de campo de três partidas ? contra o Cruzeiro (domingo), Internacional (13 de novembro) e Paraná Clube (dia 16). Os três jogos serão realizados em Santo André, no estádio Bruno José Daniel, com portões fechados à torcida.Apesar de multar seus próprios jogadores, a diretoria vai recorrer da decisão do STJD ainda esta semana. O próximo jogo do Santos é quarta-feira, contra o Vasco, em São Januário. A partida pode ser histórica para o Peixe. Com mais um golzinho, o alvinegro chega à marca de 11 mil gols em seus 93 anos de história. Nenhum outro clube no mundo marcou tantos gols. A façanha está até no Guinness Book, o Livro dos Recordes.Os volantes Heleno Faísca (suspenso) e Zé Elias, além dos zagueiros Ávalos e Luiz Alberto, todos machucados, desfalcam o time na partida de quarta-feira, contra o Vasco.

Agencia Estado,

23 de outubro de 2005 | 16h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.