Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Santos vai priorizar a Libertadores

O Santos vai dar uma pausa no Campeonato Brasileiro para se concentrar até quarta-feira apenas na Taça Libertadores da América, quando o time enfrenta o Once Caldas, da Colômbia, na Vila Belmiro. Com seis jogos no Nacional, os santistas conseguiram apenas duas vitórias, acumulando seis pontos que os distanciam em apenas quatro pontos do último colocado. A quarta derrota, sábado contra o Atlético-PR, vai fazer com que Vanderlei Luxemburgo converse muito com os jogadores nesta semana, já que a prioridade no momento e a competição latino-americana. A má campanha do clube no Brasileiro é uma situação que pode ser revertida num campeonato tão longo. Depois de sofrer a primeira derrota desde que assumiu o comando do time na semana passada, Luxemburgo está tranqüilo. "Estou chegando ao clube e temos de trabalhar, o torcedor está preocupado, o que é normal, mas nós temos experiência e ainda faltam muitas rodadas no Brasileiro e temos condições de avançar." Ele conta com a folga entre os dias 2 e 9 de junho para a realização de uma inter-temporada. "Vai ser uma parada muito boa para a gente poder melhorar um pouquinho", disse o treinador, lembrando que faltam seis jogos na Libertadores. "Temos de ganhar e acho que é preciso acelerar aquilo que acho que deve ser feito." Luxemburgo foi campeão brasileiro do ano passado pelo Cruzeiro, time que deslanchou e conseguiu o título por antecipação. "Quando se bota a gordura para queimar, pode perder lá na frente, por isso acho que o resultado de sábado não foi bom. Podíamos ter conquistado pelo menos um empate, mas temos de continuar trabalhando", disse ele, ressaltando novamente que está em início de trabalho. Luxemburgo acha que não dá para prever um prazo para o time assumir a sua cara. "O futebol não é uma ciência exata, é preciso trabalhar, trabalhar que a coisa vai encorpando gradativamente." Por isso, está trabalhando principalmente o lado emocional de seus jogadores nesses primeiros dias à frente do Santos. O resto virá com treinos e com reforços.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.