Santos vence a terceira consecutiva e mantém 3.ª posição

Time não joga bem, mas persistência lhe garante a vitória diante do desesperado Botafogo

06 de outubro de 2007 | 20h18

Numa partida sem grandes emoções, o Santos não desistiu e venceu o desesperado Botafogo por 2 a 1, na noite deste sábado, no Engenhão, em partida válida pela 30.ª rodada do Campeonato Brasileiro.  Veja também: Classificação Calendário / Resultados Com a vitória, o Santos chegou aos 51 pontos, mantendo a terceira colocação e, de quebra, entrando de vez na briga pela vice-liderança da competição. Esta foi a terceira vitória consecutiva, sendo a segunda com um gol nos minutos finais. Já a vida do Botafogo continua terrível, uma vez que continua com 42 pontos, longe de qualquer chance de disputar uma vaga à Libertadores. Além disso, os jogadores convivem com as cobranças e com o medo de, um dia, entrar na zona de rebaixamento.  Botafogo1Júlio César; Alex, Juninho    e Renato Silva (Reinaldo); Alessandro (Adriano Felício), Leandro Guerreiro, Coutinho, Lúcio Flávio e Luciano Almeida (Moreno); Zé Roberto e DodôTécnico: Mário Sérgio Santos2Fábio Costa; Alessandro, Adaílton    , Marcelo e Kleber; Maldonado, Rodrigo Souto, Dionísio     (Petkovic) e Rodrigo Tabata (Vítor Júnior); Marcos Aurélio (Renatinho) e MoraesTécnico: Vanderlei LuxemburgoGols: Rodrigo Tabata, aos 5; Dodô, aos 21, e Renatinho aos 44 minutos do segundo tempo.Árbitro: Carlos Eugênio Simon (Fifa/RS)Renda: nao disponívelPúblico: não disponívelEstádio: Engenhão, Rio de JaneiroTendo Dionísio como surpresa, o Santos não mostrou nada que pudesse sem destacado na primeira etapa, enquanto o Botafogo, nitidamente nervoso, errava os ataques com chutes para fora. A torcida botafoguense não perdoava qualquer tipo de erro e relembrava aos jogadores a desclassificação na Copa sul-americana para o River Plate. Mesmo com o jogo burocrático, o Santos abriu o placar aos cinco minutos da segunda etapa, com uma bela cobrança de falta de Rodrigo Tabata, mas o Botafogo passou a pressionar e chegou ao empate aos 21, num chute forte de Dodô, que parecia servir de desabafo pela decadência do time. O dia, no entanto, era santista. Mesmo sem criar boas situações, o time da Vila Belmiro explorou o contra-ataque e, aos 44 minutos, Kleber tocou para a conclusão de Renatinho, marcando o gol da vitória, assim como acontecera na rodada anterior, quando bateu o Cruzeiro com um gol aos 49 minutos da etapa final. Agora, o Santos tem o clássico diante do Palmeiras pela frente, no sábado, 13, às 18h10, na Vila Belmiro, enquanto o Botafogo também tem um clássico, este diante do Vasco, no domingo, às 16 horas.

Tudo o que sabemos sobre:
Brasileirão Série A

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.