Maurício de Souza/Estadão
Maurício de Souza/Estadão

Santos vence Criciúma e sonha com G-4 no Brasileirão

Com a vitória, o Peixe ficou 7 pontos atrás do Grêmio, que está em quarto lugar

GABRIEL MELLONI, Agência Estado

22 de setembro de 2013 | 20h29

SANTOS - Com um ótimo desempenho no primeiro tempo, o Santos derrotou o Criciúma por 2 a 1 neste domingo, na Vila Belmiro, pela 23.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Diante de um adversário que passa por momento difícil e está na zona de rebaixamento, o time da casa foi para cima na etapa inicial, quando marcou duas vezes. No segundo tempo, os comandados de Claudinei Oliveira até sofreram sustos desnecessários, mas conseguiram confirmar o triunfo.

O resultado faz o Santos sonhar com o G4, já que subiu para a sétima colocação, com 32 pontos, sete atrás do Grêmio, quarto colocado. A diferença pode diminuir ainda mais se o time paulista vencer o duelo diante do Náutico, na Vila Belmiro, atrasado da 11.ª rodada. Por outro lado, o Criciúma chegou ao quinto jogo seguido sem vitória, é o 17.º colocado, com 24 pontos, e voltará a campo no domingo, quando pega o Flamengo no Maracanã.

Neste domingo, o Santos contou com dia inspirado de seus atacantes para vencer. Claudinei Oliveira promoveu a entrada da dupla Thiago Ribeiro e Willian José como titular, e eles não decepcionaram, sendo responsáveis pelos gols da equipe. Na etapa final, Tony diminuiu, mas a reação parou por aí.

O JOGO

O Santos foi dono da partida em seu início e quase marcou logo aos sete minutos, quando Montillo bateu falta pela esquerda e acertou o travessão. Três minutos depois, Cicinho recebeu pela direita, chegou à linha de fundo e cruzou na cabeça de Thiago Ribeiro, que finalizou por cima.

Aos 19 minutos foi a vez de Helton Leite aparecer bem. Willian José recebeu na meia-lua e chutou colocado. O goleiro, bem colocado, fez linda defesa e evitou o primeiro. Na cobrança de escanteio, no entanto, não teria o que fazer. Montillo bateu pela esquerda, Gustavo Henrique desviou e Thiago Ribeiro, na segunda trave, tocou para o gol de cabeça.

O Criciúma mostrava toda sua deficiência técnica e pouco incomodava o adversário. A equipe chegou com um pouco de perigo apenas em duas finalizações de fora da área. Na primeira, Daniel Carvalho bateu falta rente à trave. Na segunda, Aranha se esticou e defendeu chute de João Vitor.

Mas o Santos seguia muito melhor e conseguiria ampliar aos 41 minutos. Renê Júnior cruzou pela direita, mas a bola correu demais e Montillo não conseguiu finalizar. Mesmo assim, o argentino não desistiu, evitou a saída e rolou para Willian José, que encheu o pé no canto esquerdo do goleiro para fazer o segundo.

O Criciúma voltou para o segundo tempo disposto a mudar o panorama da partida e levou perigo antes mesmo do primeiro minuto, quando a bola passou duas vezes na frente do gol de Aranha e ninguém chegou para desviar. Depois, João Vitor bateu da entrada da área, mas foi travado.

O Santos já não conseguia exercer a mesma pressão da etapa inicial e só conseguiu levar perigo aos 11 minutos, quando Edu Dracena aproveitou escanteio da esquerda, se antecipou ao goleiro Helton Leite, que ficou reclamando de falta, e cabeceou rente à trave. Mas era o Criciúma que pressionava mais. Aos 15, Aranha mostrou reflexo quando precisou desviar cobrança de falta que passou por todo mundo.

O jogo era muito truncado, cheio de faltas no meio de campo. Mesmo assim, o Santos respondeu aos 23 minutos, quando Montillo foi lançado e, com pouco ângulo, tentou o chute, mas exagerou na força e jogou por cima. Aos 33 minutos, o Criciúma diminuiu. Tony cobrou falta da intermediária, Leonardo desviou de cabeça e marcou. O árbitro, no entanto, deu o gol para Tony.

Os últimos minutos da partida foram de uma tentativa de pressão do Criciúma, que foi para cima, mas esbarrou na própria falta de qualidade. Ao Santos, bastou recuar e segurar o resultado. Giva, nos acréscimos, ainda quase marcou um golaço depois de dar um chapéu no zagueiro e tocar para fora.

FICHA TÉCNICA:

SANTOS 2 X 1 CRICIÚMA

SANTOS - Aranha; Cicinho, Edu Dracena, Gustavo Henrique e Mena; Renê Júnior, Arouca, Leandrinho (Renato Abreu) e Montillo (Pedro Castro); Thiago Ribeiro e Willian José (Giva). Técnico: Claudinei Oliveira.

CRICIÚMA - Helton Leite; Leonardo, Fábio Ferreira, Matheus Ferraz (Henik); Tony, Elton (André Gava), João Vitor, Daniel Carvalho (Fabinho) e Diego Hoffmann; Lins e Wellington Paulista. Técnico: Sílvio Criciúma.

GOLS - Thiago Ribeiro, aos 19, e Willian José, aos 41 minutos do primeiro tempo. Tony, aos 33 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Arilson Bispo da Anunciação (BA).

CARTÕES AMARELOS - Montillo, Arouca, Thiago Ribeiro (Santos); João Vitor, Elton, Henik (Criciúma).

RENDA - R$ 126.376,00.

PÚBLICO - 5.147 pagantes.

LOCAL - Estádio Vila Belmiro, em Santos (SP).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoSantos FCCriciúma

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.