Santos vence e finalmente sai da zona de rebaixamento

Equipe erra demais diante do Marília, mas Kléber Pereira aproveita falha adversária para garantir os três pontos

Alan Rafael Villaverde, estadão.com.br

07 de fevereiro de 2008 | 22h28

Foi sofrido, mas o Santos conseguiu vencer o Marília por 1 a 0 na noite desta quinta-feira, na Vila Belmiro, para deixar a zona de rebaixamento do Campeonato Paulista pela primeira vez.Veja também: Classificação Calendário / Resultados Fábio Costa comemora vitória e pede paciência com jovens Bate-pronto: Decadência dos grandes ou ascensão dos pequenos?Ao término da sétima rodada, o Santos agora soma oito pontos e soma apenas sua segunda vitória. Agora, o técnico Emerson Leão tem a missão de consertar o meio-campo e o ataque que, novamente, mostrou muita ansiedade na hora de concluir, perdendo gols incríveis ao final da partida. Já o Marília continua com nove pontos, numa posição intermediaria na classificação.Tendo o garoto Luiz Henrique como novidade no meio-campo, além do retorno do lateral Denis, o Santos começou muito bem e, logo aos cinco minutos, quase abriu o placar num desvio do meia estreante. Empolgado, o Santos teve mais uma clara chance para marcar. Aos nove minutos, Kleber Pereira escapou da marcação e chutou cruzado, mas a bola bateu caprichosamente na trave direita defendida pelo goleiro Mauro, ex-Santos.Depois das duas chances, o Santos desapareceu em campo. Com jogadas forçadas pelo meio, o Santos foi presa fácil para o Marília, que chegou a ter suas chances para marcar seu gol na primeira etapa, mas o goleiro Fábio Costa estava atento. "Temos que ir para cima deles", afirmou o zagueiro Betão, no intervalo.Pensando nisto, Emerson Leão tirou Luiz Henrique para a entrada Rodrigo Tabata. A modificação parecia correta nos primeiros minutos, mas a desorganização do meio-campo evitava qualquer lance de perigo. O Marília, por sua vez, era mais organizado em campo, mas não aparentava ter muita vontade em fazer o gol. Mesmo assim, Wellington Paulista teve uma ótima chance aos 15 minutos, quando ficou de frente para o gol, mas Fábio Costa interveio a tempo. Santos1Fábio Costa; Adailton, Evaldo e Betão; Denis (Alemão), Adriano, Rodrigo Souto, Luiz Henrique (R. Tabata) e Alex (Anderson Sales); Tiago Luiz e Kléber PereiraTécnico: Emerson Leão Marília0Mauro; Gum, Rafael Fefo e Vinicius; João Marcos    , Alan (Digão), João Vítor, Romeu (Allison) e Cleiton Cearense (Jeandro); Camilo e Wellington SilvaTécnico: Jorge RauliGols: Kléber Pereira, aos 33 minutos do segundo tempoÁrbitro: Milton Etsuo BallerinisRenda: não disponívelPúblico: não disponívelEstádio: Vila Belmiro, em Santos (SP)Aos poucos, Leão tentou mais uma vez modificar a maneira como a sua equipe jogava. Cansado, Denis saiu para a entrada de Alemão que, aos 26, teve boa chance para marcar após o cruzamento rasteiro de Tabata. Mauro, no entanto, se atirou ao chão e conseguiu realizar duas defesas para o desespero da torcida santista.Jogando mal, o Santos dependia exclusivamente de uma falha adversária, e foi isto que justamente aconteceu aos 33 minutos, quando o zagueiro Vinícius falhou na entrada da área, deixando a bola limpa para Kleber Pereira, que chutou de bico para marcar o gol; o segundo do atacante na competição.Sem ter nada a perder, o Marília saiu para o ataque, dando ao Santos a chance de marcar pelo menos mais dois gols, mas aí a falta de calma da equipe voltou a aparecer. Aos 40, Tabata ficou na cara do gol, mas hesitou e chutou em cima do goleiro. Três minutos depois, o garoto Alemão, sozinho, fez o mais difícil e chutou a bola na trave. O Marília tentou o empate com dois chutes de Wellington Paulista, mas Fábio Costa, o mais consistente da equipe santista, fez as defesas para garantir a vitória.Reanimado, o Santos enfrenta o rival São Paulo no domingo, às 16 horas, no Morumbi, enquanto o Marília encara o Sertãozinho, fora de casa, no mesmo dia, às 18h10.

Tudo o que sabemos sobre:
SantosPaulistão A-1Marília

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.