Santos vence o São Paulo na Vila

A maior qualidade do elenco do Santos ficou evidente no primeiro confronto com o São Paulo, neste domingo, na Vila Belmiro, pela Copa Sul-Americana. Quando esteve com alguns de seus melhores jogadores em campo, o time santista construiu a vitória por 1 a 0 e garantiu a vantagem do empate na partida de volta, dia 20, no Morumbi, para ir à fase internacional do torneio e enfrentar a LDU, do Equador. Os são-paulinos terão de vencer por dois gols de diferença - vitória por um gol leva a decisão para os pênaltis.Mesmo sem titulares importantes como Léo, Ricardinho e Elano, que ficaram como opções no banco - Robinho e Deivid nem para a reserva foram -, o time da casa foi melhor desde o início e, com bom toque de bola, chegou com rapidez ao ataque.Aos 12 minutos, Bóvio deixou Willian frente à frente com Rogério Ceni, mas o goleiro do São Paulo saiu com precisão e evitou o chute. Aos 24, Márcio tocou para Willian, que completou para o gol, mas o lateral do Santos estava impedido e o árbitro anulou a jogada.A boa marcação sobre Cicinho e Júnior anulou a principal opção ofensiva do São Paulo. Danilo e Nildo mostravam vontade, mas erraram todos os passes. Na única jogada perigosa dos visitantes, Rogério Ceni bateu mal a falta perto da área, por cima do gol.A disposição do Santos não diminuiu na etapa final. Logo na saída de bola, Marcinho, que deu muito trabalho à defesa rival, chegou com velocidade e obrigou Rogério Ceni a fazer novamente uma boa defesa. Os espaços deixados pela defesa do São Paulo permitiram ao time da casa apostar nos lançamentos. Aos 10 minutos, Preto Casagrande teve boa chance, mas, quando ia concluir, Rogério Ceni voltou a salvar.O São Paulo ganhou ânimo com as entradas de Gabriel e Diego Tardelli, nos lugares de Alê e Nildo. Grafite invadiu a área pela esquerda, foi tocado por Ávalos e caiu, mas Carlos Eugênio Simon não marcou pênalti. Logo depois, em nova jogada de Grafite, Danilo recebeu, mas finalizou com defeito, pela linha de fundo.Vanderlei Luxemburgo percebeu que o adversário subiu de produção e também colocou mais qualidade no seu time, ao substituir Willian por Elano, Ávalos por Ricardinho e Márcio por Léo.Com os titulares em campo, o Santos melhorou na hora. Aos 31 minutos, Paulo César desceu pela direita e cruzou para Elano, que dividiu com Alex e conseguiu tocar de cabeça para o fundo das redes: 1 a 0.Em vantagem, o Santos passou a dominar o jogo e só não conquistou vitória por placar mais elástico porque lhe faltou competência nas conclusões. Nos últimos minutos, Mauro fez defesa difícil no cruzamento de Gabriel e evitou o empate. Mas foi apenas um susto. O resultado positivo é suficiente para que os santistas voltem a se concentrar na briga pelo título do Brasileiro - sábado, recebem a Ponte Preta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.