Paulo Liebert/AE
Paulo Liebert/AE

Santos vence por 3 a 1 e Corinthians perde a liderança do Brasileirão

Mesmo com um a menos, time de Neymar e Muricy Ramalho segura vitória e é 11.º

Felipe Mendes, AE

18 de setembro de 2011 | 18h11

SÃO PAULO - O Santos derrubou o Corinthians da liderança do Brasileirão neste domingo, 18, ao vencer o rival por 3 a 1, de virada, em um lotado Pacaembu. O artilheiro Borges, Henrique e Chicão, contra, marcaram os gols do time santista, que voltou a sonhar com as primeiras colocações da tabela. Ao Corinthians sobrou a pressão da torcida, que pediu novamente a demissão do técnico Tite.

O resultado derrubou o Corinthians da primeira para a terceira colocação da tabela, com 43 pontos, atrás agora do São Paulo e do novo líder Vasco, com 45. Já o Santos, ainda com dois jogos a menos, subiu para o 11º lugar, com 32 pontos.

Depois de perder a liderança, o Corinthians terá mais um desafio complicado pela frente na próxima rodada. Na quarta-feira, fará um confronto direto com o vice-líder São Paulo, no Morumbi. O Santos, por sua vez, vai enfrentar o lanterna América-MG, no mesmo dia, em Uberlândia.

O JOGO - O clássico paulista começou truncado neste domingo, com muitas faltas e pouca movimentação. Neymar, porém, superou a forte marcação e, em jogada com Danilo, quase abriu o placar logo no primeiro minuto de jogo.

Depois do susto, o Corinthians reagiu com Liedson. Aos 10, ele cabeceou com perigo, após escanteio. Dois minutos depois, o artilheiro do time no Brasileirão não perdoou. Oportunista, ele aproveitou rebote da defesa santista dentro da pequena área e, sem marcação, mandou para o gol.

O Santos reagiu logo em seguida, com dois lances de cabeça. Aos 13, Edu Dracena parou em grande defesa de Júlio César. Na sequência, o goleiro corintiano também foi exigido em tentativa de Alan Kardec.

Mesmo em vantagem no placar, o Corinthians não deixou de levar perigo no ataque. Aos 23, o incansável Liedson acertou o travessão em chute de fora da área. Willian, por sua vez, levou perigo em forte chute da direita, após belo corte em Léo, aos 33. Rafael se esticou para fazer a defesa.

Mas o Santos tratou de equilibrar o duelo aos 37 minutos. Após escanteio, Henrique finalizou rasteiro no canto esquerdo de Júlio César e empatou a partida. O Corinthians ainda tentou responder em cobrança de falta de Alex, mas a bola passou rente à trave direita de Rafael, aos 45.

Depois de buscar o empate, o Santos acelerou o jogo e dominou as ações no início do segundo tempo. Com maior volume, o time visitante virou o placar aos 8 minutos com o artilheiro Borges. O atacante marcou seu 17º gol no Brasileirão ao se adiantar à marcação de Leandro Castán e completar cruzamento de Alan Kardec.

Três minutos depois, o Santos teve a chance de decidir o jogo em novo lance de Alan Kardec. Ele recebeu belo lançamento de Neymar pela esquerda, mas chutou para fora, à esquerda do gol de Júlio César.

Após desperdiçar a boa oportunidade, o Santos sofreu um revés aos 21 minutos. Henrique recebeu o segundo cartão amarelo e deixou a equipe visitante em desvantagem numérica. A expulsão e a entrada de Jorge Henrique deram novo fôlego ao Corinthians, que voltou a ameaçar o gol santista aos 24, em cabeçada de Liedson, após levantamento de Jorge Henrique.

Mas o Santos tratou de aplacar o ímpeto corintiano aos 35 minutos. Após nova escapada de Alan Kardec pela direita, Chicão dividiu com Júlio César na pequena área e mandou contra as próprias redes, selando a vitória santista.

Nos instantes finais da partida, Alex sofreu um forte choque com Alan Kardec e deu um susto no time do Corinthians. O meia acertou a cabeça no joelho do rival, mas não chegou a perder a consciência. Após ser atendido no gramado, ele deixou o jogo em uma ambulância.

Ficha Técnica:

Corinthians 1 x 3 Santos

Corinthians - Júlio César; Alessandro, Chicão, Leandro Cástan e Ramon (Welder); Ralf (Danilo), Paulinho e Alex; Willian (Jorge Henrique), Liedson e Emerson. Técnico: Tite.

Santos - Rafael; Danilo, Edu Dracena, Durval, Léo; Adriano, Henrique, Ibson (Pará); Alan Kardec, Neymar (Bruno Rodrigo) e Borges (Felipe Anderson). Técnico: Muricy Ramalho.

Gols - Liedson, aos 12, e Henrique, aos 37 minutos do primeiro tempo. Borges, aos 8, e Chicão (contra), aos 35 minutos do segundo tempo.

Cartão amarelo - Ralf (Corinthians).

Cartão vermelho - Henrique (Santos).

Árbitro - Wilson Luiz Seneme (SP).

Renda - Não disponível.

Público - 34.308 pagantes (37.315 no total).

Local - Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.