Santos vence Rio Claro de virada com gol de Giovanni

O frenesi acerca da estreia como titular da dupla Robinho e Neymar na equipe do Santos quase foi superado pelo aguerrimento do Rio Claro. Mesmo assim, a tarde de domingo de carnaval, no Pacaembu, terminou com a vitória santista por 2 a 1, de virada, em partida válida pela oitava rodada do Campeonato Paulista.

AE, Agencia Estado

14 de fevereiro de 2010 | 19h29

Com a vitória, a sexta na competição, o Santos chegou aos 19 pontos e reassumiu a liderança, dois pontos à frente do Botafogo. Já o Rio Claro continua com quatro, na zona de rebaixamento.

O Pacaembu contava com um bom público santista e os jogadores não quiseram desapontar. Passes de calcanhar e chutes com efeito não faltaram. O problema ficava na objetividade.

Sem eficiência no ataque, o Santos pouco criou no primeiro tempo. Robinho - fora de forma - e Neymar nada faziam na frente, enquanto Paulo Henrique e Marquinhos não conseguiam sair da marcação no meio.

Ao perceber a ineficiência do adversário, o Rio Claro adiantou a marcação. E assim, saiu o primeiro gol. Aos 39 minutos, Maicon venceu Pará pela esquerda e cruzou a bola na medida para a conclusão de Jackson.

"Espero que no segundo tempo o Santos avance mais e vença o jogo", disse Paulo Henrique. O pedido foi atendido. A equipe voltou mais objetiva e começou a criar boas chances. Robinho, inclusive, teve sua primeira oportunidade aos 14 minutos, quando chutou cruzado e rasteiro, exigindo boa defesa do goleiro Sidney.

Mesmo com o controle do jogo, o Santos precisava de mais velocidade e qualidade no toque de bola. Assim, o técnico Dorival Junior colocou Madson e Giovanni.

Mais solta, a equipe mandante chegou ao empate aos 24 minutos. Giovanni tocou para Neymar, que tirou do goleiro adversário e passou para André marcar o seu quarto gol na competição.

A virada era questão de tempo. E ela veio aos 42 minutos, da cabeça do ídolo mais antigo deste elenco. Neymar entortou um marcador e, depois de seu chute, a bola sobrou para Giovanni escorar. Foi o primeiro gol do meia após o seu retorno.

"Toda a jogada foi do Neymar, e eu apenas fiz o gol", disse Giovanni. "O mérito é de toda a equipe. Não fui eu, não, que garantiu a vitória. É sempre o conjunto que conta".

Agora, o Santos se prepara para o confronto diante do Bragantino na quinta-feira, às 21 horas, na Vila Belmiro. Já o Rio Claro enfrenta o Ituano na quarta, às 19h30, em Rio Claro.

Ficha técnica

Santos 2 x 1 Rio Claro

Santos - Felipe; Pará, Edu Dracena, Durval e Wesley Santos (Madson); Rodrigo Mancha, Germano (Giovanni), Marquinhos (André) e Paulo Henrique Lima; Robinho e Neymar. Técnico: Dorival Júnior.

Rio Claro - Sidney; Luciano, Vinícius e Eduardo; Neno (Lucas), Walker, Danilo Avelar (Alessandro), Davi e Marco Aurélio; Maicon Souza (William) e Jackson. Técnico: Paulinho MacLaren.

Gols - Jackson, aos 39 minutos do primeiro tempo; André, aos 24, e Giovanni, aos 44 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos - Madson (Santos); Marco Aurélio, Neno e Alessandro (Rio Claro).

Cartão vermelho - Ernando (Rio Claro).

Árbitro - Leandro Bizzio Marinho.

Renda - R$ 775.450,00.

Público - 32.001 pagantes.

Local - Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.