Santos vence São Caetano por 2 a 1

O Santos venceu o São Caetano por 2 a 1, na Vila Belmiro, neste domingo, depois de suportar um grande sufoco por parte do ataque do time no ABC. Com o resultado, os santistas voltam a encostar nas primeiras colocações do Torneio Rio-São Paulo, o que foi comemorado pelo meia Esquerdinha."Foram três pontos importantes, que coloca a equipe junto aos primeiros", disse ele, que fez sua primeira partida contra o time que defendeu até o ano passado. "Saímos na frente, tomamos o empate, mas não baixamos a cabeça e vencemos", completou. Para Brandão, autor do gol do São Caetano, "foi um mau resultado e, pelo que apresentamos, o empate seria mais justo".Celso Roth também comemorou o resultado, considerando um jogo equilibrado. "Como sempre faz, independente de onde esteja jogando, o São Caetano vai para cima do adversário, buscando o resultado o tempo todo e isso valoriza a vitória da nossa equipe".O treinador, que foi vaiado quando tirou Robert para a entrada de Diego, no segundo tempo, repetiu que "o torcedor quer é aparecer na televisão". Voltando-se para o repórter que fez a pergunta sobre os motivos que o levaram a fazer a substitução, também peguntou: "você viu o que aconteceu com o time depois que o Diego entrou?". E emendou: "então, está respondido; é só ver a partida".Gol relâmpago - O Santos teve toda tranqüilidade para se impor na partida, graças aos gol de Cléber, marcado logo aos dois minutos. Robert cobrou falta, alcançando o zagueiro dentro da área, que só teve o trabalho de cabecear para dentro do gol de Luciano.Esse lance acabou desequilibrando o São Caetano, que precisou de 20 minutos para se reencontrar dentro de campo. A chance real de gol dos visitantes ocorreu aos 37 minutos: Anaílson fez boa jogada dentro da área, Brandão não entendeu e Odvan conseguiu se antecipar, chutando a bola para fora.No minuto seguinte, Aílton tirou a zaga santista da jogada, num lançamento por cobertura que encontrou Brandão livre para marcar. "Bobeou dentro da área, marco mesmo", disse o centroavante do time do ABC.Com o empate, o São Caetano passou a pressionar, mas aos 40 minutos Esquerdinha comandou um rápido contra-ataque, servindo Robert, que foi derrubado dentro da área por Messias. Pênalti marcado, William chutou no canto escolhido pelo goleiro Luciano, que chegou a segurar a bola e largou-a na seqüência. Para sorte do santista, a bola entrou no gol. "O goleiro quase pegou, mas ela acabou entrando, para nossa felicidade", comemorou o centroavante.No segundo tempo, o São Caetano perdeu Anaílson e Jair Picerni colocou Somália no ataque, na tentativa de reverter o resultado. A pressão sobre os santistas foi grande durante todo o segundo tempo, mas a melhor oportunidade de gol foi criada aos 36 minutos pelo time da casa: na jogada mais bonita da partida, Diego recebeu dentro da área, dribou o zagueiro e chutou no ângulo. A bola bateu na trave, mas o lance foi comemorado, em pé, pelos torcedores.Picerni ainda tirou o meia Aílton para a entrada do atacante Vágner. Com isso, aumentou a pressão, bem suportada pela defesa santista que garantiu a vitória. "No primeiro tempo, a equipe chegou bem, mostrou técnica, mas no segundo prevaleceu a raça", definiu o goleiro Fábio Costa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.