Santos vira e consegue vitória heroica contra o Noroeste

Com gols no segundo tempo, time da Vila Belmiro faz 2 a 1 em Bauru e continua 100% no Campeonato Paulista

André Rigue, estadao.com.br

25 de janeiro de 2009 | 21h06

SÃO PAULO - Uma vitória heroica e de muita raça. Num jogo truncado em Bauru, o Santos derrotou o Noroeste por 2 a 1, de virada, pela segunda rodada do Campeonato Paulista. O time da Vila Belmiro conquistou seu segundo triunfo e manteve 100% de aproveitamento - apenas Palmeiras, São Caetano e Guarani possuem desempenho igual.   Veja também: Ouça os gols do jogo pela Eldorado/ESPNEspecial: as armas dos times para o Paulistão 2009 Paulistão 2009 - Tabela e classificaçãoConfira as novidades do mercado do futebol Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão   O técnico Márcio Fernandes escalou o mesmo time que fez 2 a 0 no Guará, na última quinta-feira. A expectativa do treinador era que os jogadores demonstrassem mais entrosamento e envolvessem o Noroeste. Mas o time de Bauru, que estreou com derrota para o Paulista, foi soberano na etapa inicial e abriu o placar logo no primeiro minuto.   Com o campo do Estádio Alfredo de Castilho molhado, o lateral Max Carrasco aproveitou para arriscar de longe. O goleiro Fábio Costa não conseguiu segurar e o atacante Borebi desviou para o fundo do gol - nenhum jogador da defesa santista conseguiu acompanhar Borebi para impedir que ele pegasse o rebote.   O primeiro tempo do Santos foi um verdadeiro show de horrores. O atacante Kléber Pereira, principal arma ofensiva, pouco pegou na bola. As descidas de Madson e Lúcio Flávio foram ineficientes para alimentar o artilheiro. Márcio Fernandes teve de utilizar o intervalo para tentar reorganizar a posição do meio-campo.    Noroeste 1 Fernando Vizzotto; Max Carrasco (Éder), Bonfim, Anderson Marques     e Marcelo Santos; Júlio Bastos, Júlio Terceiro    , João Marcos     e Luciano Bebê     (Marcinho); Léo Mineiro (Alessandro Cambalhota) e Borebi Técnico: Ruy Scarpino  Santos 2 Fábio Costa; Luizinho, Domingos     (Paulo Henrique    ), Adaílton e Triguinho (Thiago Luis); Roberto Brum, Rodrigo Souto, Lúcio Flávio     e Madson; Roni     (Molina) e Kléber Pereira Técnico: Márcio Fernandes Gols: Borebi, a 1 minuto do primeiro tempo; Rodrigo Souto, aos 33, e Kléber Pereira, aos 42 minutos do segundo tempo Árbitro: José Henrique de CarvalhoEstádio: Alfredo de Castilho, em Bauru (SP) O Santos voltou para o segundo tempo com apenas uma alteração (Domingos, machucado, saiu para a entrada de Paulo Henrique). Márcio Fernandes esperava que a equipe mudasse a postura, mas o Santos novamente encontrou problemas na criação.   Então, o treinador colocou Molina e Thiago Luis. O clube passou a jogar na bola aérea, e assim conseguiu igualar o marcador. Aos 33 minutos, Lúcio Flávio cobrou escanteio e Rodrigo Souto meteu a cabeça na bola para estufar as redes de Fernando Vizzotto. O gol deu um novo ânimo ao time.   A virada santista chegou aos 42 minutos, com Kléber Pereira. Madson arriscou de fora da área e o volante João Marcos colocou a mão na bola: pênalti. O artilheiro santista cobrou e marcou seu terceiro gol no Paulistão - Kléber Pereira é o vice artilheiro, o líder é Pedrão, do Grêmio Barueri, com quatro.   O Santos agora volta para o gramado apenas na próxima quinta-feira, para enfrentar o Mirassol, às 21h30, na Vila Belmiro.

Tudo o que sabemos sobre:
Campeonato PaulistaSantos FCNoroeste

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.