Arquivo/AE
Arquivo/AE

Santos x Portuguesa: duelo ofensivo pela última vaga

Partida desta quinta às 15h45 na Vila Belmiro deve definir classificado à semifinal do Paulistão

Bruno Deiro e Sanches Filho - O Estado de S. Paulo,

02 Abril 2009 | 02h00

SÃO PAULO - Principal atração na reta final do Campeonato Paulista, o clássico decisivo entre Santos e Portuguesa, nesta quinta-feira, às 15h45, na Vila Belmiro, promete ser um duelo aberto. Na briga pela quarta vaga nas semifinais, as equipes têm vocação ofensiva e caem de rendimento quando jogam defensivamente. O empate serve para a Lusa, que tem três pontos de vantagem sobre o rival. O confronto terá acompanhamento online do estadao.com.br e transmissão ao vivo pela rádio Eldorado/ESPN, também no FM 107,3.

Veja também:

tabela Campeonato Paulista - Classificação 

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Ao Santos, de Neymar, só a vitória interessa para não depender de outros resultados. "Podem ter certeza de uma coisa: o Santos vai entrar para matar o jogo", garante o técnico Vágner Mancini.

Após tropeçar fora de casa no empate sem gols com o Barueri, o time fez promoções para atrair o torcedor - nos últimos jogos na Vila Belmiro, o público não tem passado de 3 mil. "Embora o Santos jogue em casa, o favoritismo pende para o lado da Portuguesa, em razão do que ela tem feito nos últimos jogos", diz Mancini.

Santos
Fábio Costa; Luizinho (Pará), Fabão, Fabiano Eller e Triguinho; Roberto Brum, Rodrigo Souto, Madson e Paulo Henrique; Kléber Pereira e Neymar
Técnico: Vágner Mancini
Portuguesa
Fábio; Bruno Rodrigo, Ediglê e Erick; César Prates, Marco Antônio, Preto (Ygor), Fellype Gabriel e Athirson; Edno e Christian
Técnico: Paulo Bonamigo
Árbitro: José Henrique de Carvalho

Estádio: Vila Belmiro, em Santos (SP)

Horário: 15h45

Rádio: Eldorado/ESPN - AM 700 FM 107,3

TV: Globo e Band

A preocupação do treinador santista é justificável. Em oito partidas, a Lusa obteve cinco vitórias, um empate e só duas derrotas longe do Canindé. O técnico Paulo Bonamigo aposta na ofensividade. "Nosso time vai atacar, temos de agredir o rival." Para isso, deve promover a entrada do meia Preto no lugar de Guigov, machucado.

Empolgada com a boa fase, a torcida da Portuguesa promete ir a Santos apoiar o time. Cinco ônibus gratuitos devem levar cerca de 200 torcedores para a partida decisiva na Vila. Com 10 gols na competição, Edno é a principal esperança no ataque, ao lado de Christian.

A questão da arbitragem permeou as discussões em torno do clássico. Beneficiada nos dois últimos jogos, a Lusa alertou para uma possível compensação na Vila. Nos últimos dias, porém, time e comissão técnica evitaram polêmicas e garantiram que o foco está no futebol.

Do lado do Santos, que teve um gol de Fabiano Eller anulado no empate contra o Barueri, as queixas continuam. " O que eu espero não é favorecimento da arbitragem, e sim que Zé Henrique (José Henrique de Carvalho, árbitro do clássico) tenha uma boa arbitragem", diz Mancini.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.