Divulgação/EC São Benta
Divulgação/EC São Benta

São Bento amplia jejum e Operário soma primeiro ponto fora de casa na Série B

Time paulista se mantém na zona de rebaixamento, com nove pontos conquistados em 11 jogos

Redação, Estadão Conteúdo

23 de julho de 2019 | 21h53

Em um jogo bastante movimentado, São Bento e Operário empataram por 1 a 1, nesta terça-feira, no estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba, pela 11.ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Sem vencer há seis jogos, com quatro derrotas e agora dois empates, o time paulista continua na zona de rebaixamento, com nove pontos. A equipe paranaense somou seu primeiro ponto como visitante e se mantém em uma posição intermediária, com 14 pontos.

O São Bento vinha de derrota para o Coritiba, por 2 a 1, de virada, enquanto o Operário entrou em campo animado com duas vitórias em casa, sobre o Londrina (2 a 0) e CRB (2 a 1). E o jogo começou bastante movimentado. O Operário abriu o placar aos 14 minutos, aproveitando falha coletiva da defesa da casa. Alison perdeu a bola para Felipe Augusto que bateu em diagonal. O goleiro Henal rebateu e Lucas Gaúcho, na pequena área, só completou de leve para as redes.

Apesar da desvantagem, o São Bento não se abateu. Pelo contrário, passou a atacar pelas duas laterais e criou várias chances, a ponto de transformar o goleiro Simão no melhor em campo. Aos 19, ele encaixou cabeça da do zagueiro Guilherme Mattis, que assustou dois minutos depois ao desviar de cabeça na primeira trave e ver a bola tirar tinta da trave esquerda.

O São Bento manteve a força ofensiva. Aos 31 minutos, Fábio Bahia arriscou de longe, a bola quicou e Simão espalmou com uma manchete. O goleiro ainda espalmou no alto o chute cruzado de Romão. Mas aos 39 minutos não teve jeito. Doriva soltou uma bomba de fora da área e a bola entrou no canto direito do goleiro do clube paranaense.

No segundo tempo, o Operário voltou com Peixoto no lugar do lateral Allan Vieira. Melhor do que isso, o técnico Gerson Gusmão adiantou a marcação e passou a levar perigo ao goleiro Henal, com o jogo ficando mais aberto. As melhores chances para desempatar ficaram para o lado do time paranaense, que exigiu duas grandes intevenções de Henal. Aos 31 minutos, ele defendeu chute forte de Lucas Gaúcho e aos 34 minutos espalmou o chute de Lucas Batatinha.

Os dois times voltam a campo na próxima sexta-feira. O São Bento vai enfrentar o Guarani, em Campinas, a partir das 20h30. Já o Operário vai pegar o Coritiba, em Ponta Grossa (PR), às 19h15.

FICHA TÉCNICA

SÃO BENTO 1 X 1 OPERÁRIO

SÃO BENTO - Henal; Pablo, Alisson, Guilherme Mattis e Guilherme Romão; Doriva, Fábio Bahia e Fabrício Oya (Fernandes); Cafu (Caio Rangel), Zé Roberto e Paulinho Bóia (Rafael Silva). Técnico: Doriva.

OPERÁRIO - Simão; Maílton, Lázaro, Rodrigo e Allan Vieira (Peixoto); Serginho Paulista, Índio, Marcelo (Alisson) e Cleyton; Lucas Gaúcho e Felipe Augusto (Lucas Batatinha). Técnico: Gustavo Gusmão.

GOLS - Lucas Gaúcho, aos 14, e Doriva, aos 39 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Adriano Barros Carneiro (CE).

CARTÕES AMARELOS - Guilherme Mattis (São Bento). Serginho Paulista, Lucas Gaúcho, Rodrigo e Lucas Batatinha (Operário).

RENDA - R$ 20.090,00.

PÚBLICO - 2.361 pagantes.

LOCAL - Estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.