Reprodução/Facebook/São Bento
Reprodução/Facebook/São Bento

São Bento bate Vila Nova e ganha fôlego na luta contra a degola na Série B

Com três gols no primeiro tempo, time de Sorocaba faz 3 a 1 em casa, nesta segunda-feira

Redação, Estadão Conteúdo

07 de outubro de 2019 | 22h42

O São Bento fez um grande primeiro tempo e derrotou o Vila Nova por 3 a 1 na noite desta segunda-feira, no estádio Walter Ribeiro, pela 27ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Como bateu um adversário direto na luta contra o rebaixamento, o time de Sorocaba acabou ganhando um novo fôlego ao quebrar uma série de três tropeços consecutivos.

Com o resultado, o São Bento acabou ganhando, de forma provisória, duas posições, terminando a noite na 17ª colocação, com 27 pontos, dois atrás do próprio Vila Nova, que pode entrar na zona de rebaixamento até o final da rodada, já que Criciúma e Vitória somam, respectivamente, 27 e 26 pontos.

A equipe da casa apostou em uma tática controversa para superar o adversário. Na sexta, Milton Mendes montou um time cheio de reservas e viu o Bragantino vencer por 3 a 0. Priorizando o confronto direto, o São Bento atuou com o fôlego renovado e conseguiu sobressair frente a um Vila Nova com um pouco mais de desgaste.

O JOGO 

O São Bento fez seu melhor primeiro tempo na temporada. Em 30 minutos, o time de Sorocaba abriu 3 a 0 no placar e praticamente administrou até o apito final. O placar foi inaugurado aos oito. Marcos Martins impediu que a bola saísse para escanteio e cruzou. Paulinho bateu na bola e viu sobrar para Guilherme Romão. O lateral acertou um bonito chute para fazer 1 a 0.

O segundo veio aos 21 minutos. Paulinho roubou a bola no meio-campo e deixou com Zé Roberto. O atacante fez o giro e serviu Minho, que só teve o trabalho de empurrar para o gol. O ataque fulminante do São Bento deixou o Vila Nova perdido na partida. O time goiano não conseguiu se encontrar e apenas assistiu o adversário jogar.

Aos 30 minutos, Marcos Martins recebeu de Minho e tocou na medida para Zé Roberto. O atacante estufou o peito para deixar o seu. O quarto quase veio no fim, em um chute de longa distância de Rodolfo.

No segundo tempo, o São Bento não deixou o jogo sair de seu controle, mas tirou o pé, claramente poupando seus jogadores. Mesmo assim, conseguiu criar algumas oportunidades, como a tentativa de Rodolfo. O meia passou pela marcação e jogou na rede pelo lado de fora.

O Vila Nova equilibrou a partida, mas ficou refém das jogadas do apagado Alan Mineiro. Na melhor tentativa, o meia arriscou de longe para grande defesa de Renan Rocha. E das bolas paradas de Bruno Mezenga. Aos 38 minutos, o atacante diminuiu, mas já era tarde. Após o susto, o São Bento se fechou e acabou arrancando gritos de "olé" das arquibancadas.

Na próxima rodada, o São Bento enfrenta o Sport na sexta-feira, às 19h15, na Ilha do Retiro, em Recife (PE). No mesmo dia e horário, o Vila Nova faz o clássico contra o Atlético no Serra Dourada, em Goiânia (GO).

FICHA TÉCNICA:

SÃO BENTO 3 x 1 VILA NOVA

SÃO BENTO - Renan Rocha; Marcos Martins, Gerson, Joílson e Guilherme Romão (Mansur); Fábio Bahia, Paulinho (Vinícius Kiss) e Rodolfo; Paulinho Bóia, Zé Roberto e Minho (Pablo). Técnico: Milton Mendes.

VILA NOVA - Rafael Santos; Jeferson, Wesley Matos, Patrick e Gastón Filgueira; Edinho, Ramon e Alan Mineiro; Diego Rosa (Capixaba), Gustavo Henrique (Bruno Mezenga) e Robinho (Tinga). Técnico: Rafael Toledo.

GOLS - Guilherme Romão, aos oito, Minho, aos 21, e Zé Roberto, aos 30 minutos do primeiro tempo. Bruno Mezenga, aos 38 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Zé Roberto (São Bento); Jeferson, Patrick e Bruno Mezenga (Vila Nova).

ÁRBITRO - Marielson Alves Silva (BA).

RENDA - R$ 15.195,00.

PÚBLICO - 1.530 pagantes (1.839 total).

LOCAL - Estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.