São Bento vira em cima do Capivariano e se mantém na elite do Paulistão

Foi no sufoco, mas o São Bento finalmente acabou com qualquer risco de rebaixamento para a Série A2 estadual nesta sexta-feira. Apesar de ter saído atrás do placar, o time da casa se recuperou e venceu o Capivariano por 2 a 1, de virada, no estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba (SP), pela 14.ª e penúltima rodada do Campeonato Paulista.

Estadão Conteúdo

03 de abril de 2015 | 21h50

Sem perder há cinco partidas - duas vitórias e três empates -, o São Bento chegou aos 18 pontos e não corre mais o risco de entrar na zona de rebaixamento, já que Linense e São Bernardo ainda se enfrentam nesta rodada. O time de Sorocaba é o terceiro colocado do Grupo B. Do outro lado, o Capivariano deu adeus às chances de classificação e, em quarto lugar no Grupo D, com 13 pontos, ainda corre risco de queda.

Apenas cumprindo tabela, o São Bento se despede do Paulistão na próxima quarta-feira contra o Penapolense, no estádio Tenente Carriço, em Penápolis (SP). Enquanto isso, o Capivariano joga todas as suas fichas diante da já classificada Ponte Preta, na Arena Capivari, em Capivari (SP). Os dois jogos, assim como toda a última rodada, acontecem às 22 horas.

Mesmo jogando fora de casa, o Capivariano tomou a iniciativa e criou duas boas chances, mas Henal salvou o São Bento. O goleiro, porém, falhou aos 16 minutos e deu o gol de bandeja para os visitantes. Oliveira cruzou, Henal tentou segurar e rebateu nos pés de Rodolfo, que ganhou a dividida com os zagueiros antes de chutar.

Atrás no placar, o São Bento acordou e precisou de três minutos para virar. Aos 34, Nilson aproveitou bate e rebate e deixou tudo igual. Logo depois, Marcelo Cordeiro bateu pênalti sofrido por Renan Mota com categoria e fez 2 a 1.

O time da casa voltou do intervalo disposto a matar o jogo e teve um gol anulado logo aos cinco minutos do segundo tempo, quando o árbitro assinalou falta do zagueiro Wanderson em cima de Hélio. Douglas ainda impediu o terceiro dos donos da casa ao fazer grande defesa em cabeçada de Nilson. Nos minutos finais, o Capivariano se lançou ao ataque, mas sem sucesso.

FICHA TÉCNICA

SÃO BENTO 2 x 1 CAPIVARIANO

SÃO BENTO - Henal; Alex Reinaldo, João Paulo, Wanderson e Marcelo Cordeiro; Renan Teixeira, Éder (Xandão), Serginho Catarinense e Giovanni; Renan Mota (Markinho) e Nilson (Danilo Alves). Técnico: Paulo Roberto Santos.

CAPIVARIANO - Douglas; Oliveira, Marllon, Fernando Lombardi e Regis; Hélio, Samuel Souza (Ailton), Wigor (Francis) e Kleiton Domingues; Vinícius (Romão) e Rodolfo. Técnico: Ivan Baitello.

GOLS - Rodolfo, aos 16, Nilson, aos 34, e Marcelo Cordeiro (pênalti), aos 37 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS - Alex Reinaldo e Éder (São Bento); Régis, Oliveira, Samuel Souza e Hélio (Capivariano).

ÁRBITRO - Adriano de Assis Miranda.

RENDA - R$ 113.864,00.

PÚBLICO - 4.527 pagantes.

LOCAL - Estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.