São Caetano a um empate do título

É difícil acreditar, mas o São Caetano está a um passo de enfrentar o Real Madrid na final do Mundial Interclubes, no fim do ano, em Yokohama, no Japão. Nesta quarta-feira, no Defensores del Chaco, em Assunção, os brasileiros venceram o Olimpia por 1 a 0 e jogam por um empate no segundo e decisivo jogo, dia 31, no Pacaembu, para, finalmente, sepultar a síndrome do vice. Além disso, pode passar a integrar o seleto grupo de clubes brasileiros campeões da Taça Libertadores da América. Se dependesse do ritmo demonstrado pelos brasileiros no início da partida, o São Caetano sairia do Defesores del Chaco com uma goleada histórica. Em apenas oito minutos, o juiz argentino Horacio Elizondo, sobre quem pairaram suspeitas antes do jogo, já havia anulado, de forma correta, dois gols do time do técnico Jair Picerni. Em ambos os lances, o primeiro logo aos 27 segundos, com Aílton, e o segundo oito minutos depois, com Somália, os jogadores estavam impedidos. Os dois lances elevaram o moral da equipe do ABC, que dominou o jogo. Os paraguaios conseguiram equilibrar a partir dos 25, mas eram reféns dos fortes chutes de fora da área do meia Franco que, por duas vezes, assustou o goleiro Silvio Luiz. A resposta veio aos 33, quando Somália, com um belo toque de três dedos, acertou o travessão de Tavarelli. Mesmo fora de casa, a equipe do ABC conseguiu manter o controle da partida no segundo tempo. O prêmio veio aos 16. Russo fez boa jogada pela direita, livrou-se da marcação e cruzou. Aílton, de cabeça, abriu o placar para os brasileiros. Sem alternativa, o técnico do Olimpia, Nery Pumpido, mandou seu time para o ataque. Contudo, pelo afobamento de estar atrás do marcador e pela deficiência técnica de alguns de seus atletas, o Olimpia não conseguia transformar em oportunidade nenhuma jogada. O grupo de jogadores do São Caetano deve se reapresentar no Estádio Anacleto Campanella, em São caetano do Sul, nesta sexta-feira pela manhã para iniciar os preparativos para a grande final.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.