São Caetano abre mão de Adãozinho

Ex-herói do meio-campo do São Caetano nos últimos anos, o meia Adãozinho, de 34 anos, ainda não sabe seu futuro em 2003. Já esteve com um pé no Guarani, mas agora tem chances de jogar pelo Palmeiras com a chegada do técnico Jair Picerni . O futuro do jogador, agora, está nas mãos da diretoria do Azulão, que não tem mais interesse em ficar com o atleta.O técnico Mário Sérgio foi o primeiro a barrar Adãozinho no estádio Anacleto Campanella. "É um bom jogador, mas que vai jogar quando eu achar conveniente para o time", justifica o técnico. Resultado: o motorzinho do time passou de titular absoluto para uma opção tática, muitas vezes fora do banco de reservas. Ele não gostou e quer deixar o clube.No final de semana, o meia esteve no estádio Brinco de Ouro, em Campinas, e praticamente definiu as bases salariais para mudar para Campinas. A troca de técnico no Guarani, com Giba entrando no lugar de Picerni, no entanto, frustrou as intenções do meia.O Guarani praticamente desistiu de tentar ao São Caetano a liberação total de Adãozinho. O time do ABC estaria exigindo um valor em torno de R$ 150 mil pelo empréstimo de um ano. Por causa disso, Adãozinho pode estar mais próximo do Parque Antártica.A diretoria do são Caetano, porém, não se manifesta a respeito. E também não fala nada sobre o possível interesse do Palmeiras no quarto-zagueiro Dininho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.