São Caetano acha que merecia a vitória

O empate com o Peñarol (1 a 1), no Uruguai, pela Copa Libertadores da América não foi um mau resultado, mas os jogadores e a comissão técnica do São Caetano voltaram para o Brasil cientes de que poderiam ter conseguido a vitória. "Acho que merecíamos ter ganho o jogo. Tivemos oportunidades, mas não concluímos bem", lamentou o goleiro Silvio Luiz.O atacante Fabrício Carvalho, autor do gol brasileiro - seu primeiro no clube - preferiu olhar o empate por um outro ângulo. "Poderíamos sair com a vitória, mas o empate ficou de bom tamanho". A verdade é que em dois jogos, o time do ABC somou quatro pontos e está na liderança do Grupo 1, ao lado do América, do México, time que enfrentará no próximo dia 11, em São Caetano do Sul.Após o jogo, o técnico Muricy Ramalho elogiou a postura de sua equipe, entretanto, não poupou críticas ao árbitro argentino Horácio Elizondo. Segundo ele, o gol dos uruguaios se originou em um erro de arbitragem. "Não houve falta no lance do gol do Peñarol", reclamou. Na cobrança de Bueno, aos 15 minutos do segundo tempo, saiu o empate.Agora, o São Caetano novamente deixará a Libertadores de lado e voltará as atenções para o Campeonato Paulista. No próximo domingo, o time terá a difícil missão de enfrentar em casa o Paulista, líder do Grupo 2, com 22 pontos. O São Caetano é o sexto colocado, com 13 pontos e ainda tem chances de chegar à segunda fase.

Agencia Estado,

03 de março de 2004 | 16h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.