São Caetano aposta na força da marcação

Ao mesmo tempo que precisa melhorar o rendimento do seu ataque, o São Caetano aposta mesmo na sua forte defesa, a melhor do Campeonato Brasileiro, com apenas 21 gols sofridos, para impedir uma surpresa do Fortaleza, domingo à tarde, no estádio Anacleto Campanella.Preocupado com a força física de Vinícius e Finazzi, os atacantes adversários, o técnico Tite insistiu durante os treinamentos no posicionamento do seus três defensores: Dininho, Gustavo e Serginho. A idéia é deixar os três zagueiros fixos, um em cada atacante e o terceiro na sobra. "É a maneira mais lógica de se jogar", concorda Gustavo, que volta ao time após cumprir suspensão. Thiago fica na reserva."A partir do momento que a marcação funcionar bem, o ataque também tem tudo para funcionar direito", pondera o treinador, que tem dividido entre todos os jogadores a responsabilidade de marcar os gols, tão raros para o Azulão. O time do ABC tem o pior at aque da competição, com 25 gols em 25 jogos, ou seja, a média de um gol por jogo.Mas a série de bons resultados deixou o ambiente tranqüilo no clube e os jogadores parecem não terem sentido a saída de dois técnicos - Mário Sérgio e Nelsinho Baptista - em menos de 15 dias. Nos últimos cinco jogos, o São Caetano venceu três e empatou duas vezes. O time soma 38 pontos, ocupa a oitava posição e não pretende deixar escapar a chance de vencer este jogo em casa, apesar da costumeira ausência de sua torcida.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.