São Caetano: cautela contra o lanterna

Temido pelos grandesclubes do Campeonato Brasileiro, o São Caetano costuma não sedar bem quando enfrenta os times considerados mais fracos. Estaé uma das preocupações do técnico Mário Sérgio para o jogocontra o Goiás, neste domingo, às 16 horas, no Estádio da SerraDourada, em Goiânia. O fato de o adversário ser o lanterna, com apenas 12pontos, e ameaçado pelo rebaixamento, passa a ser outroagravante. Contra os grandes paulistas, por exemplo, o SãoCaetano se deu bem. Venceu o Santos e Corinthians, empatando como são Paulo. O problema maior é apontado pelo próprio MárioSérgio: "Nosso forte é a marcação e quando temos um time quenos ataca, acabamos ganhando espaços para jogar". Ele só espera que o desespero do Goiás atrapalhe o timegoiano porque, segundo ele, "o efeito às vezes é contrário,deixando um time desesperado como um gigante". O lado positivo é que o São Caetano tem todos seusjogadores à disposição. Mário Sérgio deve manter o esquema 3-5-2 bloqueando o meio campo com homens de marcação. Dentro destaestratégia, o contra-ataque precisa sair e a arma pode ser umex-jogador do Goiás: o ala-esquerdo Zé Carlos, que temvelocidade e também finaliza com eficiência. Com este plano de jogo, o São Caetano espera somarpontos e subir na tabela de classificação. Antes do início da20ª rodada, o time paulista tem 27 pontos, em nono lugar.

Agencia Estado,

19 de julho de 2003 | 16h09

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.