São Caetano começa tudo de novo amanhã

Há seis jogos sem vencer no Campeonato Brasileiro, o São Caetano tenta começar fase nova contra o Fluminense, nesta quinta-feira, às 21h40, no estádio Anacleto Campanella, no ABC. A grande novidade é a estréia do técnico Nelsinho Baptista, ex-Flamengo, que mesmo em três dias de trabalho já modificou bastante o time em relação à base que vinha atuando sob o comando de Mário Sérgio. O técnico justificou as mudanças, evitando polêmicas: "Cada técnico tem uma preferência por esquema ou jogador. Então as mudanças são naturais. Nós testamos um time nestes dois dias efetivos de trabalho e vamos tentar usá-lo dentro da competição". As mudanças foram testadas nos dois coletivos da semana, o segundo nesta tarde de quarta-feira no próprio estádio. Para começar o esquema 3-5-2 foi trocado pelo 4-4-2. O meio da defesa terá Serginho e Gustavo, mesmo porque Dininho, com entorse no joelho, e Tiago, com uma lesão muscular na coxa direita, estão vetados. No meio campo os volantes Marco Aurélio e Ramalho foram preteridos para as entradas de Marcelo Mattos e Mineiro. O meia Marcinho volta ao meio campo ao lado de Capixaba, abrindo espaço no ataque para as entradas de Anaílson e de Jales, que seria referência no ataque. Apesar da limitação técnica de Jales, a mudança tática é uma esperança de melhora no pior ataque do brasileiro, com apenas 19 gols em 20 jogos. Ele é alto e forte, podendo ser opção pelo jogo aéreo. Adhemar, outra opção ofensiva, está suspenso com três cartões amarelos, mesmo motivo que tirou Raulen do jogo. O São Caetano é décimo colocado com 27 pontos e, segundo seu novo técnico, pode brigar pelas primeiras posições. Por isso, sonha com uma vaga na Taça Libertadores de 2004.

Agencia Estado,

23 de julho de 2003 | 17h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.