São Caetano confirma Chamusca

A diretoria do São Caetano, campeão paulista, demitiu o técnico Muricy Ramalho e contratou Péricles Chamusca, do Santo André, campeão da Copa do Brasil. Ao mesmo tempo em que tirou o técnico do seu rival, o time do ABC também deu o troco ao Flamengo, campeão carioca, que já tinha até anunciado a contratação do treinador na quarta-feira à noite. O acordo aconteceu pela manhã, com Chamusca assinando um contrato de 18 meses, até dezembro de 2005. A direção do São Caetano fez questão de ligar a contratação a um revide ao Flamengo, que no começo da semana "roubou" o atacante Dimba. Ao mesmo tempo, os dirigentes tentavam minimizar o fato de tirar o técnico do clube rival na região mais desenvolvida do país. "O relacionamento entre as duas diretorias é excelente, como provam os negócios realizados entre os dois clubes nos últimos anos", disse o diretor de Futebol, Genivaldo Leal. Vários jogadores do atual elenco do Santo André ainda têm vinculo com o São Caetano, como o lateral Edson Mendes, o zagueiro Gabriel e o atacante Daniel Bueno. Por outro lado, outros saíram do Santo André como o volante Fábio Santos, agora no Nacional da Ilha da Madeira, e o atacante Fábio Reis. A demissão de Muricy Ramalho e de sua comissão técnica aconteceram pela manhã. Ele chegou para treinar e foi surpreendido pelo presidente Nairo Ferreira de Souza e pelo diretor Genivaldo Leal, que comunicaram a mudança. Além do técnico, deixaram o clube o auxiliar Tata, o fisicultor Carlito Macedo e o treinador de goleiros, Barbiroto. Péricles Chamusca ficou no meio fio, como que a leiloar seu trabalho. Já tinha definido sua transferência para o Flamengo desde terça-feira, num encontro acontecido em Campinas, onde o time carioca enfrentou o Guarani pelo Campeonato Brasileiro. O contato foi autorizado até pelo presidente do Santo André, Jairo Livólis, para quem "nenhum clube segura técnico quando ele tem uma oferta melhor". Mesmo assim, o dirigente tentou bloquear a mudança de Chamusca para o rival, numa reunião ocorrida no início da noite de quinta-feira. Sua tentativa foi em vão. Chamusca se manteve irredutível, como também já tinha sido com a direção do Flamengo ao comunicar, lacônico, algo como: "Me desculpe, mas acertei com o São Caetano." Campeão da Copa do Brasil, Péricles Chamusca, de 38 anos, vai levar seu irmão, Marcelo, como auxiliar-técnico. E deve ainda indicar um preparador físico. A sua apresentação vai acontecer nesta sexta-feira pela manhã, uma vez que nesta tarde o treino foi comandado por Cândido Farias, técnico de juniores. No sábado, o São Caetano enfrenta o Cruzeiro, às 18 horas, no Mineirão. O São Caetano soma 23 pontos e ocupa a 13ª posição. Do lado do Santo André, o time será dirigido contra o Mogi Mirim pelo auxiliar Sérgio Soares, que pode até ser efetivado no cargo, no Brasileiro da Série B.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.