São Caetano entra com recurso no STJD

O São Caetano entrou com recurso nesta quinta-feira no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), a fim de tentar reverter a decisão em primeira instância da justiça esportiva que condenou o clube à perda de 24 pontos no Campeonato Brasileiro por responsabilidade na morte do zagueiro Serginho. O processo vai entrar em pauta na semana que vem, provavelmente na quarta-feira. De acordo com o advogado João Zanforlin, o Azulão está confiante de que o tribunal pleno do STJD dê sentença favorável ao clube. Ele evitou falar sobre a hipótese de o São Caetano ingressar na Justiça comum, caso não reconquiste os pontos obtidos em campo. O recurso também abrange a condenação imposta ao presidente do clube, Nairo Ferreira, suspenso por 720 dias, e ao médico Paulo Forte, que recebeu pena mais severa: afastamento do esporte por 1440 dias. Ajuda ? A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) estuda uma forma de influenciar o voto de alguns auditores do STJD para que o São Caetano recupere no tapetão os 24 pontos perdidos. A cúpula da CBF reuniu-se nesta quinta por várias horas para discutir o assunto. O presidente Ricardo Teixeira, o secretário-geral Marco Antonio Teixeira, o vice Nabi Abi Chedid, o diretor jurídico Carlos Eugênio Lopes e o responsável pelo Departamento Técnico, Virgílio Elísio, manifestaram preocupação com a pena aplicada pelo STJD ao São Caetano. Os dirigentes temem que a repercussão do episódio, se a perda dos pontos for mantida, possa trazer prejuízos para a entidade. Teixeira estava no exterior e voltou nesta quinta à sede da entidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.