São Caetano está cansado de só ser vice

Após três vice-campeonatos em menos de três anos, (Brasileiro em 2000 e 2001, e Libertadores em 2002), o São Caetano acha que chegou a hora de conquistar um título. E a grande atuação deste sábado deixou os jogadores otimistas. Eles reconhecem que a equipe está próxima de conquistar seu primeiro título importante na história. ?Quero ser campeão. Não importa sobre quem. Palmeiras e Paulista são grandes, mas tenho que pensar na gente. O São Caetano está bem, as jogadas estão se encaixando?, disse Marcinho. ?O mérito é da diretoria, que montou uma equipe de qualidade. O Muricy tem opções para mudar de acordo com o adversário, conta com atletas experientes e tarimbados em decisões. Isso talvez tenha feito a diferença contra o Santos. Não tivemos o Gilberto (expulso na partida de ida na Vila Belmiro) por exemplo, mas o Triguinho foi muito bem. Se todas as chances que criamos tivessem sido aproveitadas, o placar poderia ter sido maior, talvez até 6 a 0.? Maduro - Muricy se orgulhava de sua atuação à frente da equipe. Desde que assumiu o cargo em lugar de Tite, venceu cinco jogos e empatou um pelo Campeonato Paulista. Neste sábado, tentou conter o otimismo dos jogadores lembrando que o placar de 4 a 0 sobre o Santos não faz parte da realidade do futebol. ?Esse resultado não existe. E só aconteceu porque soubemos aproveitar os espaços deixados pela equipe do Leão. Claro que estamos pensando no título, mas há de se ressaltar que do outro lado teremos um adversário forte pela frente. Também não quero falar sobre a falta de tradição do São Caetano. Essa história de amarelar é balela. Principalmente porque o elenco atual tem mais cancha, mais jogadores experientes em relação aos anos anteriores." O atacante Euller concordou com as palavras do treinador. ?Hoje temos um grupo coeso, que não cai de produção com alterações. A equipe está crescendo na hora certa.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.