São Caetano está com time pronto

O técnico Muricy Ramalho bem que tentou fazer segredo, mas ninguém mais acredita em surpresa para o jogo contra o Santos, domingo à tarde, na Vila Belmiro, pelas semifinais do Campeonato Paulista. Ele deve manter o esquema 4-4-2 e a escalação pode ser confirmada no treino coletivo previsto a tarde desta quinta-feira, no estádio Anacleto Campanella."É difícil falar em mudança num time que venceu o São Paulo no Morumbi, mas vamos esperar o coletivo", despistou Muricy. No começo da semana, ele admitiu usar o esquema 3-5-2, com três zagueiros, para reforçar a marcação. Thiago ou Dininho entrariam no time com a eventual saída de Zé Carlos. Só que, quando jogou desta forma, o time não obteve bons resultados - enquanto que, com o 4-4-2, foram 5 vitórias consecutivas, diante de Palmeiras, Ituano, Paulista, União São João e São Paulo.O único titular que está fora do time é o zagueiro Dininho, que se recuperou de um entorse no tornozelo direito. Ele já treina fisicamente, mas não tem o mesmo ritmo de jogo dos demais companheiros. O normal é a manutenção de Gustavo e Serginho na defesa .Bom resultado - Mesmo sem jogar, o São Caetano melhorou sua posição no grupo 1 da Libertadores. Na luta pela segunda vaga da chave, o time brasileiro foi favorecido pela vitória do The Strongest, da Bolívia, sobre o Peñarol, por 2 a 0, na noite terça-feira.Os três times agora têm quatro pontos, mas o brasileiro leva vantagem nos critérios de desempate. São Caetano e Peñarol tem saldo 0, mas o clube do ABC fez mais gols: 7 a 6. O saldo dos bolivianos é menos quatro. A primeira posição tranqüila é do América, do México, praticamente classificado. O próximo jogo do São Caetano na Libertadores será diante do Peñarol, dia 8 de abril, no estádio Anacleto Campanella. No primeiro turno, em Montevidéu, houve empate de 1 a 1.

Agencia Estado,

24 de março de 2004 | 19h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.