São Caetano estranha decisão da CBF

Surpresa. Foi dessa forma que a diretoria do São Caetano reagiu hoje ao saber da confirmação oficial do presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira, de que o time do ABC está fora da disputa do Campeonato Brasileiro da Primeira Divisão em 2001. Em entrevista pela internet, o presidente do clube, Nairo Ferreira de Souza, que está em Lima, no Peru, numa escala da viagem para o Equador, onde a equipe enfrenta o Olmedo, quinta-feira, pela Taça Libertadores da América, afirmou que não pretende tomar nenhuma medida nesse momento. Em nota oficial, Souza atestou que "o São Caetano foi pego de surpresa e só tomará uma atitude quando voltar ao Brasil. O time deve comunicar a federação à qual é filiado (Federação Paulista de Futebol) sobre a decisão e perguntar à mesma o que lhe é de direito. A diretoria estranhou a decisão, visto que o próprio Ricardo Teixeira declarou que o São Caetano estaria garantido no Brasileirão de 2001" Direito não é a melhor palavra para definir a situação do Azulão. Na realidade, em momento algum o vice-campeonato da Copa João Havelange assegurava ao clube vaga para disputar o Brasileiro desta temporada entre a elite, pois a competição foi organizada pelo Clube dos 13 e, oficialmente, não contava com a participação da CBF. O que houve, então, foi um convite de Teixeira à equipe paulista, que seria uma espécie de reconhecimento pela boa campanha no ano passado. Contudo, sem força nos bastidores, a diretoria do São Caetano não teve como pressionar Teixeira a manter sua promessa e acabou sucumbindo diante do maior poder político de equipes como Fluminense, Bahia e América-MG. Esperança - Mas a decisão da CBF não acabou com o otimismo dos jogadores. Alguns deles apegam-se à bagunça generalizada, falta de coerência e pudor dos dirigentes de futebol para manter a esperança de disputar o Brasileirão. "No futebol não podemos ter certeza de nada. Depois da Copa João Havelange, tudo é possível", afirmou o atacante Sinval.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.