São Caetano ganha vaga na Libertadores

Valendo uma vaga nas oitavas-de-final da Taça Libertadores da América, nesta quarta-feira à noite, no ABC, o São Caetano eliminou o Independiente, da Argentina, pela repescagem, masprecisou dos pênaltis para se garantir na segunda fase. No tempo normal, houve empate por 2 a 2, com Anderson Lima e Marcinho marcando os gols brasileiros. Nas cobranças alternadas, o placar ficou 4 a 2 para os brasileiros. Com a vitória nas penalidades, o São Caetano se tornou o quarto clube brasileiro nas oitavas - juntou-se a Santos, São Paulo eCruzeiro - e vai enfrentar agora o América, do México. O primeiro jogo será já na próxima quarta-feira, no ABC. Na primeira fase,os dois times fizeram parte do mesmo grupo e os mexicanos venceram por 2 a 1 as duas partidas. O São Caetano começou levando um susto. Logo aos seis minutos os argentinos tramaram ataque rápido pela direita, Castillo recebeu livre e bateu cruzado. Mas mal deu tempo para a comemoração argentina. Exato um minuto e meiodepois Anderson Lima invadiu a área pela direita e encheu o pé para empatar. Os brasileiros se mantiveram no comando do jogo, deixando espaços apenas nos contra-ataques para o a artilharia platina. Aos29 minutos, Fabrício Carvalho recebeu bom passe de Mineiro e bateu para o gol. O experiente Navarro Montoya defendeu, mas norebote cometeu pênalti no atacante do São Caetano. Marcinho cobrou e converteu, virando o placar. No segundo tempo, o futebol burocrático dos argentinos começou a entrar em ação. O time brasileiro dominava, mas não conseguia pressionar. Aos 26 minutos, após levantamento de escanteio, Sílvio Luís saiu mal e Franco conseguiu tocar para o gol, empatando o jogo e levando a decisão para os pênaltis. Nas penalidades, o time do ABC levou a melhor. Morales parou na defesa de Sílvio Luís e Giménez mandou a bola na trave. Pelo São Caetano, Anderson Lima, Fabrício Carvalho, Euller e Gilberto converteram e levaram o time às oitavas-de-final da Libertadores.

Agencia Estado,

28 de abril de 2004 | 23h47

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.