São Caetano garante não pensar em vingança

O São Caetano reúne todas as condições para se vingar do Santos, seu algoz na eliminação na Copa Sul-Americana, há 10 dias. No confronto deste sábado à tarde, no estádio Anacleto Campanella, o time vai atuar completo e pode manter a boa fase confirmada nas últimas três vitórias consecutivas no Campeonato Brasileiro. No clube, todos pensam em vencer, mas evitam a palavra vingança.O técnico Tite tentou nos últimos dias motivar seus jogadores, sempre preocupado em tirar deles qualquer espírito revanchista. "Nós precisamos vencer para atingir nosso objetivo, mas não há nada em especial com o Santos", alerta o técnico. Ele é seguido pelo zagueiro Serginho: "É outro campeonato e outra história".A vitória pode provocar um fato inédito do clube: conquistar 12 pontos em apenas uma semana, contabilizando as vitórias sobre a Ponte Preta, por 1 a 0, e diante do Corinthians, 3 a 0, além dos três pontos recuperados no Tribunal do STJD pela derrota para o Paysandu, por 1 a 0, em Belém. A recuperação do time começou na vitória de 2 a 0 sobre o Paraná, dia 28 de setembro, no ABC, interrompendo uma série de quatro derrotas consecutivas.O São Caetano está em sétimo lugar com 57 pontos, igual ao Internacional, que é sexto. Está, portanto, a um ponto atrás do São Paulo, o quinto colocado, o que o anima a lutar por seu objetivo: ganhar uma das cinco vagas da Copa Libertadores de 2004.Num ambiente descontraído, os jogadores participaram de um rachão pela manhã e se concentraram à tarde. O técnico Tite não confirmou o time, que deverá ter duas mudanças em relação ao que venceu o Corinthians, quarta-feira, no Pacaembu. Gustavo, após cumprir suspensão, volta à linha de três zagueiros no lugar de Thiago. Recuperado de lesão muscular, Mineiro deve ocupar a vaga de Fábio Santos na ala direita.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.