Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

São Caetano joga com a vantagem na mão

O São Caetano depende de um empate diante do Cruzeiro, nesta quarta-feira, às 21h40, no Mineirão, para passar à segunda fase da Copa Sul-Americana. O time paulista tem a vantagem por ter melhor saldo de gols, já que venceu o Palmeiras por 3 a 0, enquanto os mineiros fizeram o mesmo mas com o placar de 1 a 0.O retrospecto da temporada favorece o São Caetano, que está invicto nos dois confrontos com o Cruzeiro. Na estréia no Campeonato Brasileiro, o time paulista empatou por 2 a 2 no Mineirão. No returno, no último dia 9, a equipe do ABC jogou em casa e venceu por 2 a 0. O Cruzeiro, por outro lado, não perde no Mineirão há 29 jogos.Nos últimos dois dias, o técnico Tite insistiu com seus jogadores para que esqueçam esta vantagem do empate, que, segundo ele, é "somente teórica". O discurso do treinador é bem mais longo: "Ninguém pode jogar apenas pensando no empate. O objetivo sempre tem que ser a vitória, mas o empate é circunstância. É claro que, desta vez, o regulamento nos favorece".Os jogadores também estão atentos ao regulamento, o que reforçou a confiança do grupo. "Se der para vencer, tudo bem. Mas se não der, vamos segurar o empate para garantir a vaga", comentou o centroavante Adhemar, que ganhou nova motivação com a chegada de Tite ao clube.Na manhã desta terça-feira, o elenco participou de um treino técnico e recreativo. À tarde, seguiu para a capital mineira. O time do São Caetano só tem uma mudança em relação ao que empatou sem gols com o Grêmio, sábado, em Porto Alegre. O zagueiro Dininho, que cumpria suspensão por três cartões amarelos, volta à defesa no lugar de Thiago. O esquema 3-5-2 também será mantidoPelo Brasileiro, o São Caetano voltará a jogar domingo, quando recebe o Vasco, no estádio Anacleto Campanella.

Agencia Estado,

26 de agosto de 2003 | 14h49

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.