São Caetano luta contra a indisciplina

O técnico Jair Picerni, do São Caetano, não tem dúvida de que a indisciplina do lateral-direito Ricardo Lopes, expulso aos 28 minutos do primeiro tempo, foi decisiva para que o time não somasse três pontos diante do Fluminense, na última sexta-feira, no ABC. Indignado, o técnico vai exigir mais atenção de seus jogadores nos próximos jogos pelo Campeonato Brasileiro. Na quinta-feira, o time paulista vai enfrentar o Paraná, em Curitiba. ?Não se pode tomar cartão amarelo logo no começo do jogo. Depois qualquer falta compromete. Foi o que aconteceu?, resumiu o técnico, que terá a volta, justamente, do lateral Alessandro, suspenso pelo STJD, no lugar de Ricardo Lopes. O empate contra o Fluminense deixou o São Caetano com 41 pontos, em 14.º lugar, e distante dos planos da diretoria de chegar entre os cinco primeiros colocados. Os jogadores se apresentam nesta segunda-feira, no estádio Anacleto Campanella, e a tendência é a manutenção da mesma base, inclusive com a formação adotada, nos últimos jogos, com três atacantes.

Agencia Estado,

23 de outubro de 2005 | 17h45

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.