São Caetano quer Edílson já em campo

Mesmo depois de duas derrotas consecutivas no Campeonato Brasileiro, o clima entre os jogadores do São Caetano é de muita descontração. Boa parte desta alegria se deve à chegada do atacante Edílson, de 34 anos. A vinda do ex-corintiano animou o técnico Estevam Soares, que espera contar com o reforço para partida do próximo sábado contra a líder Ponte Preta, no Estádio Anacleto Campanella. "O Edílson é um jogador diferenciado e ficamos felizes com sua chegada. Agora espero poder contar com ele no sábado contra a Ponte", disse o treinador. Para confirmar sua escalação, os dirigentes estão tentando regularizar sua documentação que está presa junto ao futebol árabe, onde ele estava atuando na última temporada. Mas a felicidade não é apenas privilégio da comissão técnica. O próprio jogador está empolgado com sua nova oportunidade no futebol paulista. "O São Caetano é um clube estruturado. Por isso, estou animado em realizar uma boa campanha no Brasileiro", disse o pentacampeão. Sobre seus 34 anos de idade e a proximidade do final da carreira, o Capetinha respondeu bem ao seu estilo irreverente. "Estou igual vinho: quanto mais velho, melhor", brincou. Mas as novidades não param por aí. O meia Lúcio Flávio, que estava no futebol árabe, já está no Brasil. O jogador irá se apresentar ao São Caetano nesta quinta-feira. Como tem contrato até 2008 com o clube, o meia retornou sem nenhum custo. Para enfrentar a Ponte Preta, Estevam Soares poderá contar com as voltas do zagueiro Thiago, que cumpriu suspensão automática, e do volante Paulo Miranda, que estava suspenso por quatro jogos. O São Caetano segue na 11ª colocação no Campeonato Brasileiro, com 14 pontos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.