São Caetano respira aliviado

"Tiramos um caminhão de nossas costas.? Assim o técnico Jair Picerni analisou o significado da vitória do São Caetano sobre o Atlético-MG, por 3 a 1, neste sábado, quando o time do ABC quebrou o jejum de nove jogos sem vitórias no Campeonato Brasileiro. A expectativa, agora, é que o time recupere a confiança já para o compromisso diante do Santos, terça-feira, na Vila Belmiro, pela 30.ª rodada.Picerni não tem dúvida em apontar evolução no time, destacando a volta da "tranqüilidade, da valorização da posse de bola e da pegada na marcação". Depois de estrear com uma derrota por 2 a 0 para o Flamengo, no Rio de Janeiro, ele conseguiu um empate por 1 a 1 com o Brasiliense, no Distrito Federal, e a vitória sobre o Atlético-MG. "Nosso primeiro objetivo é afastar da zona do rebaixamento, depois amos brigar para subir o máximo possível", diz o técnico. Os jogadores folgaram domingo e se apresentam nesta segunda-feira cedo. Antes de escalar o time, Picerni vai aguardar o parecer do departamento médico, que recupera dois titulares. O goleiro Silvio Luiz deixou o campo aos 22 minutos do primeiro tempo sentindo dores na coxa. Já o atacante Edílson nem jogou devido a dores na região do púbis.

Agencia Estado,

02 de outubro de 2005 | 14h47

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.