São Caetano se concentra no Independiente

O São Caetano vai esquecer o Campeonato Brasileiro, pelo menos, até quarta-feira à noite, quando receberá o Independiente, da Argentina, em jogo válido pela Repescagem da Taça Libertadores da América. O técnico Muricy Ramalho já avisou que não vai poupar ninguém, mesmo porque só a vitória interessa. Quem vencer garantirá uma vaga na segunda fase da competição, que reunirá 16 clubes. O São Caetano encerrou a primeira fase em segundo lugar do Grupo 1, com oito pontos. Mesmo número de pontos conquistados pelo time argentino no Grupo 5. O time do ABC ficou como sétimo segundo colocado por ter maior número de gols - 10 a 9. Esta pequena vantagem lhe deu a vantagem de decidir a vaga em jogo único em casa, no estádio Anacleto Campanella. Muricy continua apostando na qualidade técnica do elenco, embora tenha demonstrado muita preocupação com a falta de tempo para treinar. "Tudo tem um limite e a condição física e psicológica dos jogadores também. Então, vamos tentar, devagar, trocar uma ou outra peça sem comprometimento do time", avisou. O exemplo já foi dado no empate por 1 a 1 contra o Guarani, em Campinas, quando o zagueiro Dininho, com dores musculares, foi substituído por Gustavo. "É melhor assim, quando você só troca um jogador. Assim o grupo não sente tanto e mantém um ritmo forte." A idéia é manter o mesmo esquema tático, o 4-4-2, e também a mesma formação. A dúvida fica para o retorno de Dininho. Se ele não estiver em boas condições físicas, Gustavo será mantido como titular ao lado de Serginho. O time realizou um treino físico leve nesta segunda-feira à tarde. E vai realizar um técnico-tático nesta terça-feira à tarde antes de iniciar a concentração. Por causa deste jogo decisivo, a CBF cancelou o jogo que o São Caetano faria em casa contra o Juventude-RS. Não há ainda uma outra data marcada. O campeão paulista voltará a atuar pelo Brasileiro domingo, quando enfrenta o Flamengo, em Volta Redonda. Por enquanto, o time tem quatro pontos, após vencer o Vitória, por 1 a 0, e empatar com o Guarani.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.