São Caetano só pensa em vitória no ABC

O São Caetano quer terminar o primeiro turno do Campeonato Brasileiro entre os cinco primeiros colocados. Para tanto, além de contar com tropeços de outros concorrentes, espera vencer o Cruzeiro, neste sábado, às 16h, no estádio Anacleto Campanella, pela 21ª rodada. O jogo pode ser considerado de seis pontos, uma vez que os paulistas ocupam a nona posição, com 32 pontos, enquanto os mineiros estão em sexto, com 33. Existe também um pequeno tabu em disputa porque, em três jogos, o São Caetano ainda não perdeu, com duas vitórias (2 a 0 e 4 a 1) e um empate (1 a 1). Mas o equilíbrio de forças deixa o técnico Levir Culpi sem nenhuma ilusão. "Vai ser um jogo complicado porque os dois times sonham integrar o bloco dos primeiros colocados", espera. Este confronto também será especial para o técnico que, pela primeira vez, enfrentará seu ex-clube, pois dirigia o Cruzeiro até o mês de julho. "Não há sentimento de vingança, mas desejo de vitória", comentou, lacônico. Mas o treinador não desfez o mistério com relação ao time, mantendo algumas dúvidas, apesar da confirmação do esquema 4-4-2. Na defesa, Thuram e Emerson brigam por uma vaga ao lado de Douglas. Os zagueiros Gustavo e Thiago estão suspensos e Neto está machucado. No meio de campo, Claudecir volta após cumprir suspensão automática, após ter sido expulso ao tirar a camisa na comemoração do gol da vitória sobre o Atlético-PR. Antes do treino desta sexta-feira, havia expectativa com relação aos julgamentos do volante Paulo Miranda e do meia Edílson, no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), no Rio de Janeiro. Ambos foram expulsos na vitória sobre o Corinthians, no Pacaembu. Miranda pegou dois jogos de suspensão, e cumprirá mais um. Assim, abriu espaço para a volta do volante Zé Luís, recuperado de contusão, após três semanas afastado. Edílson foi absolvido e Levir Culpi também ficou livre de pena.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.