São Caetano supera Ponte Preta e ainda sonha com G-4

O São Caetano venceu seu segundo jogo seguido e manteve o sonho de chagar às semifinais do Campeonato Paulista. Em um jogo bastante truncado, venceu a Ponte Preta, por 2 a 0, na noite deste sábado, no Estádio Anacleto Campanella, no ABC paulista, pela 17.ª rodada da competição.

AE, Agência Estado

27 de março de 2010 | 20h51

A vitória coloca os donos da casa na sexta colocação, com 27 pontos. Um a menos que a Portuguesa, quarta colocada. Já a Ponte ficou mais longe das semifinais. Ocupa a nona posição, com 25 pontos, e deve disputar apenas o Título do Interior.

Com um futebol bastante agressivo nos primeiros minutos, o São Caetano conseguiu abrir o placar aos dez minutos, aproveitando uma desatenção na defesa rival. O meia Fernandes recebeu belo passe do atacante Wanderley e bateu cruzado. A bola desviou no zagueiro Diego e enganou o goleiro Eduardo Martini.

Após o gol, a proposta do time da casa passou a ser os contra-ataques. Contra uma defesa sólida, a equipe de Campinas tocou a bola para tentar encontrar espaços, mas praticamente não conseguiu assustar o goleiro Luiz.

No final, a Ponte desperdiçou uma chance de ouro para empatar. Perdeu um pênalti cobrado por Otacílio Neto, aos 45, que telegrafou o chute e o goleiro Luiz defendeu. Quatro minutos depois, Eduardo, também de pênalti, ampliou. Bateu forte e no alto, sem chances para a defesa de Martini.

No próximo domingo, o São Caetano volta a campo para enfrentar o líder Santos, em São Caetano do Sul. Na última rodada, o jogo será fora contra o Prudente. A Ponte Preta joga contra o Mirassol, no próximo domingo, em Campinas, e fecha a primeira fase contra o Mogi Mirim, fora.

Antes, porém, encara a Lusa, na quarta-feira, no Canindé, em São Paulo, pela Copa do Brasil. No jogo de ida, pela segunda fase, houve empate por 1 a 1.

Ficha Técnica:

São Caetano 2 x 0 Ponte Preta

São Caetano - Luiz; Arthur, Anderson Marques (Glauber), Marcelo Batatais e Bruno Recife; Jairo, Moradei, Fernandes (Adriano) e Luciano Mandi; Hugo (Eduardo) e Wanderley. Técnico: Roberto Fonseca.

Ponte Preta - Eduardo Martini; Marcos Rocha, Diego, Guilherme e Vicente (Renato González); Deda, Danilo Portugal (Manteiga), Pirão e Tinga; Otacílio Neto e Finazzi (Reis). Técnico: Sérgio Guedes.

Gols - Fernandes, aos 10 minutos do primeiro tempo. Eduardo (pênalti), aos 49 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos - Hugo, Marcelo Batatais, Arthur, Luciano Mandi, Finazzi, Guilherme, Pirão, Diego, Otacílio Neto, Tinga, Bruno Recife, Reis e Marcos Rocha.

Árbitro - Fábio de Jesus Volpato Mendes.

Renda - R$ 11.385,00.

Público - 674 pagantes.

Local - Estádio Anacleto Campanella, em São Caetano do Sul (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.