São Caetano vence a Ponte em Campinas

O São Caetano continua sendo a ?asa negra? da Ponte Preta. Neste domingo à noite, fechando a 32.ª rodada do Campeonato Brasileiro, o time do ABC venceu por 2 a 1, mantendo a tradição de nunca ter perdido em Campinas, desde os primeiros confrontos, a partir de 1993. Esta vitória foi muito importante porque deixou o Azulão, com 40 pontos, em 14.º lugar, um pouco mais distante da zona de rebaixamento. O time campineiro, com 41 pontos, está em 12.º lugar.O ingrato visitante apresentou seu cartão de visitas logo aos três minutos, abrindo o placar com Zé Luís. Na pequena área, sozinho, ele aproveitou de cabeça o rebote do goleiro Lauro, que não segurou a falta cobrada com efeito por Canindé. Era um prêmio para o técnico Jair Picerni que escalou três atacantes, mas com Jean no lugar de Dimba, em má fase.Mas na prática, o time do ABC estava muito recuado e tentava explorar os contra-ataques. A Ponte, com maior volume de jogo, não criou tantas chances e ameaçou o goleiro Sílvio Luís apenas duas vezes. Este detalhe deixou o técnico Estevam Soares contrariado: "Temos que chegar e finalizar mais", insistiu.No segundo tempo, a Ponte voltou com Piá na vaga de Danilo e bem mais ativa no ataque, com variação de jogadas e explorando as laterais do campo. Desta forma, criou chances reais. Élson, aos seis minutos, acertou a trave após cobrança de falta que ainda contou com um toque sutil do goleiro Sílvio Luís. Ele passou a ser bastante acionado, sendo o responsável por segurar a pressão do time da casa, cada vez mais impaciente com a falta de acerto na finalização.O São Caetano parecia prestes a sofrer seu gol, mesmo porque estava impotente no contra-golpe. O gol da Ponte saiu aos 26 minutos, com Izaías, que tinha acabado de entrar em substituição ao cansado Evando. Após o levantamento da direita, a defesa não aliviou e o atacante pegou de primeira com o pé direito. Um belo gol. Não houve, porém, nem tempo de comemorar porque no minuto seguinte, Edílson recebeu a bola na entrada da área e fez um passe milimétrico para Pingo que só desviou do goleiro, colocando, de novo, o time do ABC na frente.A Ponte se arriscou no ataque, inclusive coma entrada do atacante Gabriel na vaga do lateral-esquerdo Gabriel. Mas a chance mais concreto foi do São Caetano, com um chute de Fábio Pinto que explodiu na trave direita de Lauro, já nos acréscimos. A Ponte não conseguiu empatar e agora terá que se recuperar em casa diante do São Paulo, quarta-feira, em jogo remarcado pelo STJD. No dia 2 de julho, o time campineiro tinha vencido por 1 a 0. O São Caetano jogará em casa, pela 33.ª rodada, contra o Fluminense, sábado à tarde.

Agencia Estado,

16 de outubro de 2005 | 20h23

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.