São Januário: sem punição após 1 ano

A morosidade da Justiça brasileira e seus diversos recursos têm ajudado os dirigentes do Vasco a escapar de uma severa punição, por causa da queda da grade do estádio de São Januário, onde mais de 150 pessoas ficaram feridas, durante a segunda partida da final da Copa João Havelange, contra o São Caetano. A tragédia completa hoje um ano e transformou um dia de alegria em tristeza e drama, além de ter manchado a gloriosa história do clube carioca.Leia mais no Estadão

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.