São José faz greve e pode dar W.O. no Campeonato Paulista da Série A2

Jogadores não recebem salários há 2 meses e podem não entrar em campo contra Guaratinguetá

AE, Agência Estado

14 de fevereiro de 2014 | 21h37

CAMPINAS - Sem receber salários há dois meses, os jogadores do São José entraram em greve e não participam dos treinos desde a manhã da última quinta-feira. O Sindicato de Atletas de São José dos Campos já ameaçou que os jogadores poderão não entrar em campo neste domingo, quando o time enfrenta o Guaratinguetá, em Taubaté, pela sétima rodada do Campeonato Paulista da Série A2 - equivalente à segunda divisão estadual.

A crise instaurada faz com que o time permaneça na lanterna da Série A2, ainda sem vitórias, com apenas um ponto em seis jogos disputados. Os dirigentes buscam parcerias, cada vez mais escassas.

A cidade de São José dos Campos, principal município do Vale do Paraíba, iniciou o ano de 2014 muito conturbada no que se refere a futebol. O até então Joseense, clube criado em 1998 e que pretendia ser o segundo time da cidade, decidiu mudar de nome e escudo e, assim, tentar tirar toda a tradição conquistada pelo São José Esporte Clube em 80 anos de história.

O problema é que o time passou a se chamar São José dos Campos Futebol Clube e mudou de escudo, retirando as cores amarela e preta, que lembravam o mascote - Tigre - e alterando para branco, azul e amarelo, mesmas cores do São José Esporte Clube.

A mudança no Joseense gerou uma verdadeira briga na cidade. Torcedores do São José estão inconformados com um novo time com o mesmo nome e fazem protestos durante os jogos e nas ruas de São José dos Campos contra a atitude. Até o presidente do São José, Benevides Ferneda, o Geléia, demonstrou a sua insatisfação. "O São José é o São José. É o time da cidade e não adianta surgir outro porque nós temos camisa e tradição e isso ninguém pode mudar", declarou em entrevista à rádio Cidade.

A tática do presidente do novato São José dos Campos, Nelson Guanaes, é conseguir o acesso na Série A3 do Campeonato Paulista - atualmente está na liderança - e ver o rival cair na Série A2. Assim, com o mesmo nome e cores, passar a ser o principal clube da cidade.

Sem o apoio da prefeitura e com uma situação de quase falência, o São José Esporte Clube foi obrigado a correr atrás de parcerias. Não conseguiu nada. Para complicar, o estádio Municipal Martins Pereira está em reformas e os dois times estão jogando fora da cidade. O São José joga em Jacareí, enquanto que o São José dos Campos, ex-Joseense, está mandando seus jogos em Suzano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.