Sérgio Neves/AE
Sérgio Neves/AE

São-paulino Marcelinho quer ser chamado de Lucas

Segundo ele, a motivação maior para a mudança veio da família, e não dos dirigentes

AE, Agência Estado

15 Setembro 2010 | 18h56

SÃO PAULO - O torcedor do São Paulo menos atento pode se confundir nesta quinta-feira, ao ver o meia Lucas em campo diante do Internacional, no Estádio do Morumbi. Isso porque até esta quarta, o jovem jogador era conhecido pelo apelido de Marcelinho. Agora, porém, o atleta de 18 anos quer ser chamado apenas pelo nome próprio, que inclusive aparecerá nas costas de sua camisa.

Veja também:

link Filme inspira são-paulinos para restante do Brasileirão

Segundo ele, a motivação maior para a mudança veio da família. "Foi um pedido meu para o clube mudar o nome na camisa e da inscrição do campeonato porque quero que as pessoas comecem a me chamar pelo nome próprio e não pelo apelido. Isso foi incentivado pelos meus pais também, que sempre sonharam em ver o Lucas jogando pelo São Paulo", disse.

Mas Lucas também admitiu que a inspiração do apelido o incomodava. O meia jogava na escolinha do ex-jogador Marcelinho Carioca, ídolo corintiano. Além disso, o jogador passou pelas categorias de base do Corinthians antes de chegar ao São Paulo, o que contribuiu para que o apelido pegasse.

"Não quis mudar o nome antes porque achava normal, mas agora ainda dá tempo. Quero fazer minha história no futebol sem ser comparado com ninguém", explicou Lucas, lembrando o jogador que fez história no arquirrival da capital paulista.

Lucas tem sido a principal aposta do técnico interino Sérgio Baresi. O meia foi campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior com o treinador no início do ano e vem atuando como titular nos últimos jogos. Pelo Brasileirão, ele já disputou nove partidas e marcou um gol na recente vitória sobre o Atlético-MG.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.