Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

São-paulino provoca o Atlético Mineiro

O alçapão que o Atlético-MG pretende montar no Estádio Independência não assusta os jogadores do São Paulo. Há até quem use de bravata para mostrar destemor. ?Acho que eles estão muito desesperados para levarem o jogo para esse estádio menor. Para nós é bom, porque vamos ganhar em um estádio lotado?, diz o volante Renan, que chega a ver vantagens para o São Paulo na decisão tomada pela diretoria do Atlético.Renan diz que ?se o campo é menor, a gente pode fazer uma marcação sob pressão mais eficiente, como fizemos contra a Ponte Preta, mas, eu queria mesmo era jogar no Mineirão. O campo é maior e se parece com o Morumbi, onde estamos acostumados a jogar.?O Independência chama-se, na verdade, Raimundo Sampaio, homenagem a um ex-dirigente do Sete de Setembro, clube extinto, o primeiro dono do estádio. Foi construído para a Copa do Mundo de 1950 e palco de uma das maiores zebras da história das Copas. Foi ali que os Estados Unidos, com um time praticamente amador, venceu por 1 a 0 a poderosa Inglaterra.No final dos anos 80, o então governador Newton Cardoso cedeu o estádio ao América, em comodato, por 30 anos. E, quando Atlético ou Cruzeiro estão em dificuldades, recorrem ao velho estádio.Foram colocados à venda 15 mil ingressos a um preço médio de cinco reais. A diferença na arrecadação (o ingresso ?normal? custa em média 15 reais) será bancada por uma indústria de alimentos.Para Grafite, a história é bonita, mas o São Paulo pode se aproveitar do nervosismo da torcida. ?É só agüentar 15 minutos que a torcida vai se voltar contra o Atlético.?Renan diz que essa velha lenda do futebol é verdadeira. ?Já vi muito jogador entrar em campo animado com a torcida e ficar nervoso com a primeira vaia que recebe.?Para o técnico Leão, há diferença em jogar no Independência. ?Se não tivesse, eles não fariam tanta questão de mudar o mando para lá. O que não podemos é ficar influenciado por essas questões. Temos de jogar para ganhar.?O volante Alê acredita que jogar no Independência pode ajudar o Atlético. ?Mas não vai atrapalhar o São Paulo. Para nós, não interessa o campo. Temos condições de vencer lá ou no Mineirão.?

Agencia Estado,

14 de outubro de 2004 | 19h18

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.