São-paulinos admitem dificuldade, mas comemoram vaga

O São Paulo sofreu para ganhar do Once Caldas, por 1 a 0, na noite desta quarta-feira, no Morumbi, e confirmar sua classificação para as oitavas de final da Libertadores. Depois do jogo, os jogadores são-paulinos admitiram as dificuldades, mas valorizaram a vitória e a vaga.

AE, Agência Estado

22 de abril de 2010 | 00h45

"A gente entrou disposto a marcar o time do Once Caldas sob pressão, em cima. Erramos bastante, é verdade, mas fizemos o gol e isso é o mais importante", explicou o volante Hernanes, que também reconheceu que o São Paulo ficou abalado depois da derrota para o Santos nas semifinais do Paulistão.

"Foi um sofrimento, principalmente por causa da derrota para o Santos no domingo. Ficamos abalados. Quando a gente perde daquela forma parece que fica até mais cansado", revelou Hernanes, ao justificar as dificuldades do São Paulo para conseguir vencer o Once Caldas nesta quarta-feira.

Depois do jogo, o goleiro e capitão Rogério Ceni saiu em defesa do técnico Ricardo Gomes, que vem sendo criticado pela torcida. "Ao contrário do que muita gente pensa, o Ricardo tem o grupo do São Paulo na mão", garantiu o líder são-paulino, mostrando confiança no time. "A tendência é que a equipe venha a se encaixar novamente."

Tudo o que sabemos sobre:
futebolLibertadoresSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.