São-paulinos ?apaixonados? por Amoroso

O romance da torcida do São Paulo com Amoroso está na fase inicial, momento em que cada descoberta significa maior intensidade na paixão. Como Amoroso tem uma carreira desenvolvida fundamentalmente no Exterior - foi artilheiro na Itália, Japão e Alemanha - poucos se lembram de suas características mostradas por aqui na década passada.?Eu sabia que ele tinha sido artilheiro do Brasileiro pelo Flamengo, mas não sabia que ele era tão bom assim?, diz Ricardo Nogueira, bancário de 27 anos. Na verdade, Amoroso foi artilheiro pelo Guarani, com 19 gols, junto com Túlio, em 1994.Como a paixão está no ar, a preocupação com o parceiro é grande. ?Será que ele vai ficar fora dos próximos jogos??, pergunta a balconista Simone, aflita com a dor na virilha que o tirou de campo após o segundo gol, ainda aos 39 minutos. ?Quando eu chutei, abri muito a perna e senti uma sobrecarga. Achei melhor sair. Nesta segunda vou fazer exames e ver se jogo na próxima?, responde Amoroso.Se não jogar, é desfalque sério. Em 18 jogos, ele fez 13 gols. Foram dois pela Libertadores, quando chegou na hora do embarque e garantiu um lugar na janelinha do avião, para utilizar a comparação eternizada por Romário às vésperas da Copa do Mundo de 1994.?Para mim, o Amoroso é surpreendente. Eu me lembrava dele como um meia, que vinha com a bola dominada e agora ele faz gols de cabeça, como centroavante?, comemora Dácio Pereira, motoboy.Nos sites das torcidas organizadas, Amoroso é Deus. Há desde quem peça mais atenção de Parreirco a seu futebol, até quem exija a sua convocação imediata. Ganhou até um apelido. É o ?pagador de promessas.? O motivo é simples. Após sua segunda partida e seu primeiro gol, que ajudaram a eliminar o River Plate da Libertadores, ele disse que o Morumbi ia virar ?Morumtri?. O Atlético-PR reclamou, mas ele jogou muito na final e o tri da Libertadores veio.E a paixão aumentou muito quando ele disse que os colegas do Corinthians precisariam comer muito arroz com feijão para serem chamados de ?quadrado mágico?. Falou e fez dois gols na vitória por 3 a 2. Hoje, Amoroso é o queridinho da torcida. E. se continuar assim, mostrando cada vez novas facetas de seu futebol, vira casamento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.