São-paulinos falam em 'fatalidade' para explicar derrota

Time tricolor foi derrotado pelo Goiás nos minutos finais da partida

DANIEL BATISTA, Agência Estado

22 de setembro de 2013 | 20h09

SÃO PAULO - A palavra mais usada pelos jogadores do

SUL-AMERICANA

A equipe não terá muito tempo para lamentar o resultado amargo porque nesta quinta-feira estreia na Copa Sul-Americana enfrentando a Universidad Católica, do Chile, no Morumbi. Pelo Campeonato Brasileiro, o próximo compromisso é com o Grêmio, no domingo, também em casa.

"Vamos levantar a cabeça. Conseguimos três vitórias seguidas e uma derrota não vai abalar a gente. Vamos trabalhar porque quinta-feira tem uma pedreira pela frente", disse Rodrigo Caio, esperando que um bom resultado na Sul-Americana devolva a confiança aos jogadores. Muricy Ramalho ainda não anunciou se vai escalar força máxima ou poupará alguns titulares diante da equipe chilena.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão Paulo FCRogério Ceni

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.