São-paulinos lamentam o empate

O empate no final do jogo foi lamentado pelo técnico e jogadores do São Paulo. Para Oswaldo de Oliveira, que vem sofrendo forte oposição dentro do clube, "se olharmos a tabela o resultado não é descartável. Mas fica a sensação de que não ganhamos um ponto, e sim que perdemos dois", afirmou o técnico. Para o treinador são-paulino, o Juventude levou vantagem quando ficou com um jogador a mais e cresceu na partida.O meia Ricardinho destacou que o empate "foi melhor para o Juventude do que para nós. Nós deixamos de ganhar os três pontos". O atacante Reinaldo seguiu a mesma linha, destacando que o Juventude "é bem treinado e a gente não deve lamentar muito o resultado".O São Paulo tinha o retorno previsto para logo após a partida, já pensando no jogo de quarta-feira contra o Gama, pela Copa do Brasil.Kaká e Leonardo devem continuar afastados da equipe, se recuperando de lesão.No lado do Juventude, a igualdade foi muito festejada. O técnico Cristóvão Borges disse que a equipe fez um bom primeiro tempo e, no início do segundo, deixou de definir a partida na chance perdida por Michel. Ele destacou que procurou usar da melhor forma os recursos de que dispõe, que são inferiores aos do São Paulo. Por isso, ficou satisfeito com a atuação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.